Ana Dias Lourenço

Angola: sem o trabalho das mulheres, o mundo não poderá vencer a pandemia
BR

Ex-ministra da Economia e atual primeira-dama do país, Ana Dias Lourenço,  afirma que perdas socioeconômicas são maiores para as mulheres, geralmente responsáveis por cuidar da família e dos doentes; ex-integrante do Painel sobre Igualdade de Gênero na ONU aposta na parceria com homens.

Discurso da primeira-dama de Angola na ONU

Acompanhe a intervenção da primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, na 2ª reunião do Grupo de Mulheres Líderes pela Igualdade do Género, na sede das Nações Unidas.

A representante participou no painel de debate que abordou o empoderamento das mulheres como elemento-chave em prol do desenvolvimento sustentável.

O poder de rainhas e guerreiras que Angola trouxe para reflexão sobre igualdade de género

Assembleia Geral convidou primeira-dama angolana para 2ª reunião do Grupo de Mulheres Líderes pela Igualdade do Género; representante destacou educação  como factor principal de desenvolvimento e paridade.

Primeira-dama de Angola pede investimento em educação para travar barreiras contra a mulher

Em evento da ONU, Ana Dias Lourenço também mencionou desafios do país com 6% de mulheres a mais do que homens; representante discursou no Painel sobre Liderança Feminina promovido por nova iniciativa que junta mulheres líderes.