Alta Comissária de Direitos Humanos da ONU

Bachelet quer ação urgente contra impacto desproporcional da Covid-19 em minorias
BR

Alta comissária de Direitos Humanos da ONU afirmou que descendentes de africanos e outras minorias étnicas sofrem mais com a pandemia em países como Brasil, França, Reino Unido e Estados Unidos; segundo ela, desigualdades alimentam protestos que afetam, atualmente, centenas de cidades norte-americanas.

Bachelet horrorizada com escalada da crise humanitária no noroeste da Síria
BR

Alta comissária de direitos humanos da ONU descreveu situação de mulheres e crianças sendo bombardeadas no rigoroso inverno sírio como uma “crueldade inacreditável”; desde 1º de janeiro, 299 civis foram assassinados em Idlib e Alepo, 93% dessas mortes são atribuídas ao governo sírio e seus aliados.

 

ONU expressa alarme com protestos violentos na Tunísia

Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos insta às autoridades a  garantir que as forças de segurança deixem de usar força excessiva contra os manifestantes na cidade de Siliana; mais de 220 pessoas teriam sido feridas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Áudio -

ONU expressa alarme com protestos violentos na Tunísia

Comissária diz que execuções em Gâmbia são golpe para direitos humanos
BR

Navi Pillay condenou o fuzilamento de nove prisioneiros, ocorrido no domingo; maioria do grupo era de militares acusados de “traição”. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Comissária diz que execuções em Gâmbia são golpe para direitos humanos
BR

ONU pede a Sudão para responder pacificamente a planos de protestos

Em nota, alta comissária de Direitos Humanos pediu ao governo sudanês que não lance mão da violência contra as manifestações preparadas para esta sexta-feira.

Camilo Malheiros Freire, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Áudio -

ONU pede a Sudão para responder pacificamente a planos de protestos

Conselho de Direitos Humanos volta a discutir violência na Síria
BR

Mais de 2 mil pessoas morreram desde o início dos protestos contra o presidente Bashar al-Assad; governo sírio nega irregularidades.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Conselho de Direitos Humanos volta a discutir violência na Síria
BR