Ajuda Humanitária

Ban reafirma que irá ao Haiti em breve

Secretário-Geral das Nações Unidas disse que as operações que a Missão da ONU no país, Minustah, está a coordenar 27 equipas humanitárias de várias partes do mundo e lembrou que a logística é extremamente difícil.

OMS preocupada com saúde mental dos sobreviventes do sismo

O porta-voz da OMS disse que as preocupações neste momento são as feridas provocadas por trauma e queimaduras; são necessário cuidados de obstetrícia de emergência, para ajudar mulheres grávidas e em trabalho de parto.

Ban faz balanço das operações no Haiti
BR

Secretário-Geral da ONU ressaltou que as operações permanecem na fase de busca e resgate e que a tentativa é de salvar o máximo possível de vidas; Ban Ki-moon afirmou que a Missão da ONU no país, Minustah, está coordenando 27 equipes humanitárias de várias partes do mundo.

PAM quer montar cozinhas colectivas em Porto Príncipe (Português África)

A porta-voz do órgão, disse que está a ser discutida a possibilidade logística de montar 200 cozinha colectivas, em áreas de Porto Príncipe com grande concentração de desalojados.

Metade de Porto Príncipe está destruída ou danificada, diz Ocha (Português Brasil)

Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária diz que trata-se de uma das maiores catástrofes já vistas e que centenas de milhares de pessoas sofreram perdas severas; O Secretário-Geral Assistente para Operações de Manutenção de Paz, Edmond Mulet, já chegou ao Haiti.

OIM continua distribuição de mantimentos no Haiti
BR

O órgão fez um apelo para mais ajuda urgente às milhares de famílias deslocadas ou afetadas; A OIM afirma que, três dias após o abalo, os haitianos continuam sem abrigo ou local para dormir.

OIM vai coordenar abrigos de emergência no Haiti

A OIM e outras agências no terreno continuam a afirmar que as necessidades mais urgentes são em termos de saúde, água e saneamento, abrigo, alimentos, logística, remoção de escombros e telecomunicações.

ONU coordena esforços de assistência às vítimas no Haiti
BR

Chefe interina da Minustah, Kim Bolduc, participou ao lado do chefe de Informação Pública da Missão, David Wimhurst, de videoconferência com jornalistas na sede da organização em Nova York; eles estão em Porto Príncipe.

Funcionário da Minustah relata terramoto no Haiti

Chefe de Informação Pública da Missão da ONU no país afirma que os soldados e a maior parte da polícia estão a trabalhar na ruas, a manter a lei e a ordem e a ajudar nas operações de resgate; ele sobreviveu ao desmoronamento do edifício da Minustah.

UIT: Comunicação no Haiti