Ajuda Humanitária

ONU apoia programa de segurança alimentar escolar em Cabo Verde

Iniciativa envolve mais de US$ 5,5 milhões e beneficia cerca de 80 mil crianças do arquipélago africano; produtos serão adquiridos dos agricultores locais.

ONU fará apelo de emergência sobre enchentes no Sri Lanka
BR

Cheias já atingem 1 milhão de pessoas; até o momento as fortes chuvas mataram 23 pessoas e deixaram 86 feridas.

Três funcionários da ONU são sequestrados em Darfur
BR

Vítimas foram tiradas à força de um helicóptero que entregava ajuda humanitária na província sudanesa.

Acnur e UE acompanham situação de somalis no Iémen

Visita visa seguir o processo de assistência prestada aos desalojados internos e o fluxo contínuo de refugiados somalis na costa do país da Ásia.

Nova fase da operação de emergência para refugiados marfinenses

Mais de 22,5 mil refugiados marfinenses na Libéria beneficiam da segunda fase da operação desenvolvida pelo Programa Mundial de Alimentação; pessoas estão a fugir da violência causada pelo impasse pós-eleitoral.

PMA agradece doação recorde do Japão para ajuda alimentar

Montante de mais de US$ 196 milhões beneficia 17 países africanos; pacote prevê apoio às vítimas das cheias no Paquistão.

Haitianos também receberam ajuda de Angola
BR

Angolanos foram solidários aos afetados pelo terremoto enviando transferências de dinheiro; de Luanda, Adelaide da Costa Ferraz diz que Haiti precisa de ajuda do continente africano para enfrentar inúmeros desafios de reconstrução

Para alguns, aniversário do terremoto traz momento de reflexão
BR

Tragédia matou 222 mil pessoas, incluindo 102 funcionários da ONU, a maior perda de vidas em catástrofes envolvendo a organização; planos de reconstrução analisam criação de prédios resistentes.

Exclusiva: Cristina da Costa

Viúva do ex-vice-chefe da Minustah, Luiz Carlos da Costa, lembra o trabalho do marido no Haiti neste primeiro aniversário do terremoto; numa mensagem a outras famílias enlutadas ela diz acreditar que “as vítimas formavam uma só equipe, que estava destinada a seguir unida”.

ONU assinala progressos na segurança alimentar no sul do Sudão

Estudo da FAO e PMA alerta, entretanto, para um possível recuo devido ao aumento dos preços alimentares e à escalada de conflitos localizados.