aids

“As pandemias de HIV e Covid-19 são pandemias de desigualdades” 
BR

A Assembleia Geral encerra sua Quinta Reunião de Alto Nível sobre HIV-Aids, neste 10 de junho, com adoção de uma nova declaração política sobre o tema; em entrevista à ONU News, diretora e representante do Unaids no Brasil destaca progresso e necessidade de combater diferenças entre países e populações com mais e menos recursos.  

Novo relatório mostra que mundo pode eliminar a Aids de uma vez por todas 
BR

Primeiros casos de HIV foram relatados há 40 anos; globalmente, número de pessoas em tratamento mais do que triplicou desde 2010; mortes diminuíram em grande parte devido ao lançamento da terapia antirretroviral, caindo 43% desde 2010.  

ONU marca Dia de Zero Discriminação em meio a aumento de desigualdade global 
BR

Data liderada pela Unaids celebra diversidade e revela que discriminação e desigualdades estão intimamente ligadas; agência afirma que Covid-19 atinge mais as pessoas vulneráveis; desafios com distribuição de vacinas exemplificam desigualdades entre povos e países. 

Covid-19 leva à baixa no número de pessoas tratadas com HIV indetectável
BR

Limitação de serviços entre causas que ditaram queda de quase 20% desde o início do ano; relatório cita Angola e Timor-Leste por barreiras discriminatórias em centros hospitalares; Portugal e Moçambique elogiados por medidas sobre serviços.

Relatório de agência sobre HIV/Aids descarta alcançar metas até 2020
BR

Em documento, Programa Conjunto das Nações Unidas, Unaids, alerta para Covid-19 e riscos de se anular sucessos em curso; falhas devem levar a 3,5 milhões de novas infecções e mais 820 mil mortes desde 2015; 59% dos novos casos na África Subsaariana, no ano passado, eram de meninas e mulheres.

Na África, limitação de serviços de HIV em tempos da covid-19 pode matar 500 mil
BR

Em um ano, mortes relacionadas à Aids podem chegar a 673 mil; fatalidades podem alcançar níveis comparáveis a 2008;  novas infeções infantis têm potencial de aumentar mais de um terço em Moçambique.

Aids é maior causa de morte de mulheres em idade reprodutiva, diz agência
BR

Estudo do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids, Unaids, aponta barreiras ao progresso como discriminação e violência de gênero, lacunas na educação, falta de autonomia econômica e de proteção dos direitos às saúdes sexual e reprodutiva.

Jornal da ONU - 02 de dezembro de 2019

Áudio -
4'55"

Agência da ONU aposta em força das comunidades para combater HIV/Aids
BR

Relatório divulgado pelo Unaids para marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, em 1º de dezembro, revela que número de infecções baixa quando cidadãos e comunidades afetadas participam de decisões sobre serviços e prevenção ao vírus.

Novos casos de HIV crescem 21% no Brasil
BR

País está entre os países com maior crescimento do vírus na América Latina entre 2010 e 2018; novos dados foram publicados nesta segunda-feira pelo Programa Conjunto da ONU para HIV/Sida.