água potável

Venezuela: Um terço das pessoas enfrenta insegurança alimentar, diz ONU
BR

Programa Mundial de Alimentos realizou avaliação, a convite do governo de Nicolás Maduro, sobre a situação e carências nos lares do país; estudo recebeu 8.375 questionários; para sobreviver, 33% dos lares pesquisados aceitaram trabalho em troca de comida e 20% venderam pertences da família para comprar alimentos.

Zimbábue enfrenta fome causada pelo homem, diz especialista da ONU
BR

Estima-se que insegurança alimentar esteja afetando 5,5 milhões de pessoas nas áreas rurais do país africano; nas áreas urbanas, problema é enfrentado por 2,2 milhões de pessoas.*

Seis meses após ciclone Idai, Moçambique precisa de mais US$ 398 milhões para apoiar afetados por crises

Necessidades agravadas por secas e inundações consecutivas podem prejudicar próximas colheitas; pelo menos 2 milhões de pessoas podem enfrentar graves níveis de insegurança alimentar até março.*

Microplásticos estão em toda a parte, mas não representam necessariamente risco para saúde
BR

Novo estudo da Organização Mundial da Saúde resume pesquisas recentes sobre impacto dos poluentes plásticos em seres humanos; documento considera improvável que pessoas sejam expostas a níveis tão altos que sejam prejudiciais. 

Uma em cada três pessoas em todo o mundo não tem acesso a água potável

Conclusão é de novo relatório publicado esta quinta-feira por duas agencias das Nações Unidas; mais da metade do mundo também não tem acesso a serviços de saneamento seguros.

Uma semana após ciclone Kenneth “ainda não são bem conhecidos dados sobre saúde e riscos” 

Agências da ONU apoiam purificação de 1 milhão de litros de água potável em Cabo Delgado; província do norte deve receber material para facilitar acesso de mulheres a serviços de saúde sexual e reprodutiva. 

Entrevista: Diretora-executiva do Unicef Portugal

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, alertou que quase 27 milhões de pessoas não têm acesso à água potável em países que enfrentam ou estão em risco de fome.

Áudio -

Relator critica lei que criminaliza busca de água em fontes naturais na Nigéria

Proposta prevê multas de US$ 310 se não houver autorização para captar água de lagos, rios ou qualquer outra fonte natural; Léo Heller considera que impedimento não é o caminho a seguir onde 10% da população têm água canalizada.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Áudio -

Relator critica lei que criminaliza busca de água em fontes naturais na Nigéria