África

ESPECIAL: Guiné-Bissau busca reconciliação para construir o futuro

ONU News apresenta primeira parte de uma série sobre a Guiné-Bissau*; há 20 anos, terminava a guerra civil no país e chegava a missão política das Nações Unidas; apoio à estabilização começou em 1999 e deve terminar em 2020.

Maláui implementa programa de teste de vacina inovadora contra a malária

Ensaios clínicos mostram que imunização previne cerca de quatro em cada dez casos de malária em crianças; vacina tem sido desenvolvida nos últimos 30 anos; OMS vai analisar resultados para definir recomendações.

Representante do Pnud na Guiné-Bissau fala das expectativas para o futuro do país

O representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, na Guiné-Bissau fala sobre as "grandes expectativas" para o futuro do país. Gabriel Dava explica a importância de várias prioridades, como ambiente e justiça, e afirma que não há desenvolvimento econômico sem instituíções fortes.

OIM e pós-Idai: “é importante continuar a ajudar. As necessidades são grandes.”

No último fim de semana cerca de 450 famílias retornaram às áreas de origem em Moçambique; comunidades continuam em áreas isoladas um mês após a passagem do ciclone tropical que também atingiu o Maláui e o Zimbábue;  acompanhe aqui a cobertura especial da ONU News. 

A busca da recuperação, um mês após a passagem do ciclone Idai

Nações Unidas buscam fundos de urgência para alargar resposta de emergência; necessários US$ 394 milhões para apoiar vítimas do desastre que atingiu 3 milhões de pessoas; acompanhe aqui a cobertura especial da ONU News.  

Moçambique: ONU começa a distribuir produtos agrícolas para ajudar famílias afetadas por ciclone
BR

Centenas de milhares de hectares foram destruídos durante desastre natural; mais de 80% da população depende desta atividade para a sua subsistência; sementes de crescimento rápido devem permitir colheita em 90 dias.

Nações Unidas querem trégua humanitária na Líbia

Em entrevista exclusiva à ONU News, coordenadora humanitária pediu acesso desimpedido e seguro para serviços de emergência; confrontos aproximam-se da capital do país e já causaram 2,8 mil deslocados.

Mia Couto: sem esperar por solidariede, moçambicanos “estão produzindo o seu próprio futuro” 

Em entrevista à ONU News, escritor diz que homens e mulheres do país começaram a reconstruir suas vidas depois do ciclone, mas lembra que a tragédia “tem uma escala que Moçambique, sozinho, não consegue suportar”;  acompanhe aqui a cobertura especial da ONU News.