África

Funcionário da Cruz Vermelha libertado em Darfur

Gauthier Lefèvre, de nacionalidade francesa, tinha sido raptado a 22 de Outubro do ano passado em Al Geneina; ele é o segundo funcionário do órgão libertado na região nas últimas cinco semanas.

Saúde na África Ocidental em discussão em Cabo Verde

Reunião regional da OMS vai reflectir sobre eficácia, sustentabilidade e qualidade da saúde dispensada às populações nos países participantes.

Especialista da ONU sobre genocídio inicia périplo a África Ocidental

Francis Deng efectuará deslocações à Guiné-Conacri, Nigéria e Gana onde manterá reuniões com funcionários governamentais e representantes da Comunidade Económica da África Ocidental, Cedeao.

ONU saúda acordo entre governo somali e grupo rebelde

Pacto para a paz e reconciliação foi assinado entre o Governo Federal de Transição e um grupo conhecido por Ahlu Sunnah Wal Jama\'a, na sede da União Africana, em Adis-Abeba, na Etiópia; representante das Nações Unidas disse que acordo é um sinal de que a situação pode mudar na Somália.

ONU pede à Nigéria para travar alastramento de ódio étnico

Comité das Nações Unidas indicou estar alarmado com notícias de ataques e mortes de um grande número de pessoas, incluindo crianças, mulheres e idosos, perto da cidade de Jos, em Janeiro e este mês; apelou ainda ao governo nigeriano para tomar medidas apropriadas e parar imediatamente com a violência religiosa.

Onuci apoia recomeço de processo eleitoral na Côte d'Ivoire

Nos últimos dias, o representante de Ban Ki-moon reuniu-se com várias partes marfinhenses, incluindo o presidente Gbagbo; um comunicado da Onuci indica que essas consultas intensas visam revitalizar o processo político e obter informações para o Conselho de Segurança.

Intensos combates causam novos deslocamentos na Somália

Acnur estima que desde o início do ano mais de 100 mil somalis foram forçados a fugir de suas casas através da nação do Corno de África; Somália permance um dos países do mundo com maior número de deslocados e refugiados.

PAM inicia ponte aérea para assistir refugiados congoleses

O transporte de comida por via aérea irá permitir à agência reabastecer os seus armanzéns com 600 toneladas de milho, sal e legumes, o suficiente para distribuir rações de emergência a mais de 100 mil refugiados, durante duas semanas.