Passar para o conteúdo principal

O mundo se reúne na ONU para medir o pulso do planeta

Os logotipos dos ODS são projetados no salão da Assembleia Geral da ONU em 2022
ONU/Manuel Elias
Os logotipos dos ODS são projetados no salão da Assembleia Geral da ONU em 2022

O mundo se reúne na ONU para medir o pulso do planeta

ODS

É chegada a hora! Os holofotes globais estarão voltados para a sede da ONU em Nova Iorque esta semana, quando a Assembleia Geral, conhecida como UNGA, recebe líderes, presidentes e primeiros-ministros de seus 193 Estados-membros.

As ruas ao redor da sede da ONU no centro de Manhattan serão isoladas e a segurança reforçada, enquanto os líderes mundiais se reúnem para medir o pulso do planeta durante uma semana de eventos de alto nível, focados nos grandes desafios globais.

A 78ª sessão da UNGA teve início em 6 de setembro e será seguida por uma série de reuniões e cúpulas importantes, que começam em 18 de Setembro. O grande destaque será o Debate Geral, que começa em 19 de setembro, onde cada Estado-Membro dispõe de uma plataforma global para abordar questões de importância internacional.

Veja o que observar na UNGA 78:

1. Tomando o pulso do mundo

O secretário-geral António Guterres (à direita) reúne-se com o embaixador Dennis Francis de Trinidad e Tobago, presidente eleito da 78ª sessão da Assembleia Geral da ONU
ONU/Eskinder Debebe
O secretário-geral António Guterres (à direita) reúne-se com o embaixador Dennis Francis de Trinidad e Tobago, presidente eleito da 78ª sessão da Assembleia Geral da ONU

Presidente da UNGA 78, Dennis Francis, de Trinidad e Tobago, abrirá no dia 19 de setembro o Debate Geral anual, onde os líderes globais discutirão a aceleração do progresso nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS, sob o tema “Reconstruir a Confiança e Reacender a Solidariedade Global.”

Todos os Estados-Membros da ONU e observadores têm o direito de fazer um discurso na célebre sala da Assembleia Geral e, até 25 de setembro, seus representantes apresentarão e desenvolverão soluções para inúmeros desafios globais interligados para promover a paz, a segurança e o desenvolvimento sustentável.

Um costume estabelecido em 1955 na UNGA10 continua até hoje, com o Brasil subindo ao pódio em primeiro lugar, seguido pelos Estados Unidos, como país-sede da ONU.

Sintonize ao vivo ou visite nossa Cobertura de Reuniões da ONU, onde você encontra resumos diários em inglês e francês.

2. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – A Cúpula dos ODS

Alunos de uma escola primária no leste da Nigéria preparam-se para aguardar o início das aulas
Unicef/Mackenzie Knowles-Cour
Alunos de uma escola primária no leste da Nigéria preparam-se para aguardar o início das aulas

Como peça central da semana de alto nível da UNGA 78, a Cúpula dos ODS será a plataforma central para os Chefes de Estado e de Governo fornecerem liderança política na implementação da Agenda 2030, o amplo plano de ação global focado no alcance dos 17 ODS.

Dando início à semana de alto nível, de 18 a 19 de setembro, a Cúpula dos ODS visa marcar o início de uma nova era de progresso em direção aos objetivos, culminou com a adoção de uma declaração política voltada para o futuro.

A Agenda 2030 é uma promessa, não uma garantia. No meio do caminho, essa promessa está em profundo perigo. O progresso está sendo prejudicado pelos impactos combinados de desastres climáticos, conflitos, recessão econômica e efeitos persistentes da Covid-19.

"A Cúpula dos ODS em setembro deve ser um momento de unidade para fornecer um impulso renovado e ações aceleradas para alcançar os ODS", disse o secretário-geral da ONU, António Guterres.

O evento de dois dias servirá como um grito de guerra para recarregar o ímpeto. O objetivo é fornecer orientações políticas de alto nível, identificar os progressos e os desafios emergentes e mobilizar novas ações para a linha de chegada para 2030.

Saiba mais sobre a Cúpula dos ODS aqui.

3. Justiça climática, impulsionadores e realizadores

No dia 20 de setembro, os líderes mundiais tentarão transformar palavras em ações na Cúpula de Ambição Climática. Será um marco político para o enfrentamento da crise climática cada vez mais grave. O evento se concentrará em três trilhas de aceleração: ambição, credibilidade e implementação.

A grande questão é: Qual a melhor forma de mover o mundo de combustíveis fósseis que geram emissões de gases do efeito estufa para energia verde e limpa.

Os pontos de ação propostos pelo secretário-geral da ONU citam ações concretas necessárias de líderes governamentais, empresariais e financeiros, desde sua Agenda de Aceleração da Ação Climática até um guia para cinco ações críticas que o mundo deve tomar para acelerar a mudança para a energia renovável.

"Agora deve ser a hora da ambição e da ação", disse o chefe da ONU. "Estou ansioso para dar as boas-vindas aos pioneiros e realizadores na minha Cúpula de Ambição Climática. O mundo está assistindo e o planeta não pode esperar."

Saiba mais sobre a Cúpula de Ambição Climática aqui.

4. Moldando um mundo pós-pandemia mais brilhante

Um bebê é tratado num centro de saúde na Nigéria
OCHA/Adedeji Ademigbuji
Um bebê é tratado num centro de saúde na Nigéria

Os líderes mundiais considerarão o melhor caminho a seguir, desde se preparar para futuras pandemias até construir economias sustentáveis, com o objetivo geral de melhorar a saúde das pessoas e do planeta.

Mundo mais seguro: O presidente da UNGA e a Organização Mundial da Saúde, OMS, convocarão uma reunião sobre preparação para pandemias para chefes de Estado e de Governo em 20 de setembro. Espera-se que os líderes adotem uma declaração que visa mobilizar a vontade política em nível nacional, regional e internacional. Saiba mais aqui.

Saúde para todos: Uma reunião sobre cuidados de saúde universais em 21 de setembro considerará as lições aprendidas com a Covid-19, juntamente com recomendações baseadas em evidências para acelerar o progresso em direção aos cuidados de saúde para todos até 2030. Saiba mais aqui.

Também em 20 de setembro, um diálogo de alto nível sobre o financiamento do desenvolvimento visa fornecer liderança política e orientação sobre a implementação da Agenda de Ação de Adis Abeba de 2015, um quadro das Nações Unidas para mobilizar recursos para alcançar os ODS. O evento pretende também identificar progressos e desafios emergentes, bem como formas de desencadear novos sucessos. Saiba mais aqui.

Combater a epidemia detuberculose: Uma reunião de alto nível sobre a luta contra a tuberculose acontecerá em 22 de setembro com o objetivo de implementar uma revisão dos progressos no contexto do cumprimento das metas estabelecidas na declaração política de 2018 e nos ODS. Saiba mais aqui.

5. Preparação para a Cúpula do Futuro

Uma reunião ministerial em 21 de setembro servirá para preparar as bases para a Cúpula do Futuro de setembro de 2024.

O secretário-geral da ONU quer que este evento forje um novo consenso global sobre como preparar o mundo para um futuro repleto de riscos, mas também de oportunidades.

Os Ministros debaterão a forma como o sistema multilateral pode enfrentar os riscos e desafios globais emergentes e apresentarão propostas concretas e ambiciosas para reforçar e transformar o sistema global.

Espera-se que os Estados membros cheguem a um acordo sobre um "pacto para o futuro" orientado para a ação.

Saiba mais sobre a reunião preparatória aqui.

Como acompanhar a UNGA 78?

  • Receba as últimas atualizações da ONU News nas redes sociais e no aplicativo ONU News em dispositivos iOS ou Android.
  • Assista a eventos de alto nível ao vivo ou sob demanda com interpretação completa na UN Web TV
  • Acompanhe as reuniões da UNGA78 no canal dedicado da ONU no YouTube
  • Visite nossa seção Cobertura de reuniões da ONU para obter resumos diários em inglês e francês de todos os eventos de alto nível.