Perspectiva Global Reportagens Humanas

Covid-19: OMS enfatiza apelo de vigilância em meio a nova variante BA.2.86

As partículas do vírus Covid-19 são imaginadas digitalmente
NIH
As partículas do vírus Covid-19 são imaginadas digitalmente

Covid-19: OMS enfatiza apelo de vigilância em meio a nova variante BA.2.86

Saúde

Em discurso na reunião de ministros da saúde do G20, diretor da agência enfatizou que vírus da doença continua circulando e evoluindo; nova variante é marcada por grande número de mutações; agência diz que países precisam melhorar vigilância, sequenciamento e notificação.

Nesta quinta-feira, a Organização Mundial da saúde, OMS, colocou uma nova variante da Covid-19, a BA.2.86, sob monitoramento. O motivo é o grande número de mutações identificado. 

Ao falar na abertura da reunião de ministros da saúde do bloco das 20 maiores economias do mundo, o G20, nesta sexta-feira, o diretor-geral da OMS destacou a necessidade de que “todos os países mantenham a vigilância” em relação ao vírus. 

Vírus em evolução

Tedros Ghebreyesus lembrou que “embora a Covid-19 não seja mais uma emergência de saúde global, continua sendo uma ameaça.”

Ele disse que uma das lições importantes deixadas pela pandemia é a de que “quando a saúde está em risco, tudo está em risco.”

Atualmente, a OMS está rastreando três variantes de interesse e sete variantes sob monitoramento. A agência continua pedindo aos países uma melhor vigilância, sequenciamento e notificação, pois “o vírus da Covid-19 continua circulando e evoluindo.”

Segundo agências de notícias, a variante BA.2.86 foi identificada por autoridades sanitárias em alguns países em diferentes continentes como Estados Unidos, Reino Unido, Israel e Dinamarca.

Uma enfermeira trabalha na sala de controle de um laboratório em Kota Makassar, na Indonésia
Unsplash/Irwan
Uma enfermeira trabalha na sala de controle de um laboratório em Kota Makassar, na Indonésia

Segurança da saúde global

Tedros ressaltou a importância das economias do G20 no financiamento da saúde global e destacou que as negociações sobre um acordo pandêmico e as emendas ao Regulamento Sanitário Internacional “estão progredindo bem”.

O diretor-geral da OMS enfatizou que ambos os processos “são essenciais para criar a estrutura legal e operacional para uma arquitetura de segurança da saúde global inclusiva, coerente e equitativa.”

Ele citou diversas iniciativas lideradas ou apoiadas pela OMS para fortalecer a preparação e resposta a emergências de saúde.

Dentre elas estão o Fundo para Pandemias, o Centro da OMS para Inteligência Pandêmica e Epidêmica, o sistema BioHub, o Corpo Global de Emergências em Saúde e a Revisão Universal de Saúde e Preparação.