Perspectiva Global Reportagens Humanas

Acnur pede melhores condições para refugiados na fronteira entre México e EUA

Uma placa no muro da fronteira com os EUA em Ciudad Juárez, Chihuahua, México
Unsplash/Alejandro Cartagena
Uma placa no muro da fronteira com os EUA em Ciudad Juárez, Chihuahua, México

Acnur pede melhores condições para refugiados na fronteira entre México e EUA

Migrantes e refugiados

Agência da ONU aponta desafios na capacidade de receber e prestar assistência no local; no lado mexicano da zona fronteiriça, famílias chegam desorientadas e se deparam com abrigos superlotados. 

O Escritório das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, está preocupado com a situação humanitária dos refugiados e migrantes que chegam ao México, especialmente na fronteira norte, com os Estados Unidos.

A agência afirma que a capacidade de receber e prestar assistência no local está defasada. 

“Ordem, humanidade e justiça”

Segundo o Acnur, no lado mexicano da fronteira, famílias com crianças pequenas chegam perturbadas e desorientadas e os abrigos costumam estar superlotados. Muitas pessoas acabam ficando em barracas em ambientes informais e acampamentos, enfrentando todos os tipos de riscos.

Falando a jornalistas, em Genebra, o porta-voz do Acnur, William Spindler, disse que “sistemas eficazes de recepção e processamento nas fronteiras, incluindo a fronteira sul dos EUA, são viáveis ​​e necessários para restaurar a ordem, a humanidade e a justiça.”

Segundo Spindler, “pedir asilo é um direito humano” e o acesso a um território seguro para os requerentes de asilo é uma pedra angular da Convenção de Refugiados de 1951 e da lei de refugiados. Ele afirmou que os governos são obrigados “a proteger os direitos e as vidas dos refugiados”.

Os requerentes de asilo recebem abrigo e apoio vital ao longo da fronteira sul dos Estados Unidos
Acnur/Nicolo Filippo Rosso
Os requerentes de asilo recebem abrigo e apoio vital ao longo da fronteira sul dos Estados Unidos

Acesso à informação

De acordo com o porta-voz, o Acnur está pronto “para trabalhar com as autoridades nos Estados Unidos e em outros lugares para continuar a buscar todos os caminhos seguros possíveis para os requerentes de asilo.” 

Ele também declarou que a agência quer “garantir que as medidas e políticas de fronteira e asilo estejam de acordo com a lei internacional de refugiados e direitos humanos.”

Muitas pessoas que chegam à zona fronteiriça entre México e Estados Unidos não têm acesso à informação de que necessitam para decidir sobre as suas opções. 

O Acnur identificou uma forte necessidade de serviços de informação e apoio jurídico, atendimento médico, assistência alimentar, capacidade de abrigo, equipamentos, saúde mental e apoio psicológico e segurança.