Comemoração coincide com os 16 anos da adoção da Carta para o Renascimento Cultural Africano

Unesco cita “renascimento” em Dia Mundial da Cultura Africana

Ouri Pota.
Comemoração coincide com os 16 anos da adoção da Carta para o Renascimento Cultural Africano

Unesco cita “renascimento” em Dia Mundial da Cultura Africana

Cultura e educação

Agência da ONU considera a promoção dos costumes essencial para o desenvolvimento sustentável, respeito mútuo, diálogo e paz; data lembra adoção da Carta para o Renascimento Cultural Africano.

Neste 24 de fevereiro, Dia Mundial da Cultura Africana, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, comemora a multiplicidade e diversidade presentes na região.

A diretora-geral, Audrey Azoulay, estende a homenagem a artistas nacionais de cinema, música, dança, moda e design, além de indústrias criativas que promovem o renascimento cultural africano.

Respeito pela diversidade

A agência evidencia a coexistência de diversas culturas vibrantes na África e nas diásporas, reforçando o respeito pela diversidade cultural e a criatividade africana em nível global.

Unesco aponta promoção da cultura africana e afrodescendente como crucial para o desenvolvimento sustentável
Arquivo pessoal_Bruce e Elvis

 

Para a Unesco, esses costumes são uma “uma rica fonte de herança mundial compartilhada”, apontando a promoção da cultura africana e afrodescendente como crucial para o desenvolvimento sustentável, respeito mútuo, diálogo e paz.

A data foi proclamada na 40ª sessão da Conferência Geral da Unesco em 2019.

A comemoração coincide com os 16 anos da adoção da Carta para o Renascimento Cultural Africano por chefes de Estado e de governo da União Africana.

A celebração promove ainda a ratificação e implementação do tratado de forma mais abrangente pelos Estados africanos, a qual reforça o papel da cultura na promoção da paz no continente.