Último episódio do podcast da ONU News, “Nossa Voz” reúne análise de especialistas

“Nossa Voz” é uma série podcasts de quatro episódios sobre violência contra mulheres na política.
ONU News
“Nossa Voz” é uma série podcasts de quatro episódios sobre violência contra mulheres na política.

Último episódio do podcast da ONU News, “Nossa Voz” reúne análise de especialistas

Mulheres

Série sobre violência contra mulheres na política entrevistou jurista Silvia Pimentel, ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff e a primeira latino-americana a ocupar a presidência da Assembleia Geral, a equatoriana María Fernanda Espinosa; produção fecha com ativista moçambicano Gilberto Macuácua, presidente da União Interparlamentar, Duarte Pacheco, e professora da Escola de Economia de Estocolmo, na Suécia, Pamela Campa.

“Uma democracia não é plena se deixarmos de fora 50% da população e não permitirmos que 50% da população se sinta representada”, foi o que afirmou o presidente da União Interparlamentar, Duarte Pacheco.

O parlamentar português é um dos entrevistados do último episódio da série de podcasts da ONU News, “Nossa Voz”.

Episódio 4 - “Nossa Voz”: análise de especialistas

Violência política contra mulheres

Em quatro semanas, trouxemos pontos de vista diferentes, porém complementares, sobre o aumento de casos de violência explicita contra mulheres que atuam na vida pública.

Na conclusão do especial, consultamos os especialistas em gênero, ou que trabalham com a promoção da igualdade na política. A ONU News conversou com o ativista moçambicano Gilberto Macuácua, o presidente da União Interparlamentar, Duarte Pacheco e a professora da Escola de Economia de Estocolmo, na Suécia, Pamela Campa.

Moçambique

Embora Moçambique esteja no pequeno grupo de 14 países que conquistaram a paridade de gênero em posições ministeriais, a África ainda é um dos continentes em que as mulheres que atuam na política mais sofrem ataques.

Além de ativista, Gilberto Macuácua é um dos embaixadores da ONU Mulheres e possui um programa de TV em Moçambique chamado “Homem que é Homem” há mais de 10 anos. Ele fez uma análise sobre as políticas para responder às questões de gênero no país.

Moçambique, como calha, é um país heterogéneo. Então não é possível aplicar um instrumento homogéneo para uma realidade heterogénea. Então, precisamos, de alguma forma de trazer esses instrumentos e estarem muito localizados, seja por regiões e por forma a responder de forma mais assertiva àquilo que são os problemas reais.

Ações afirmativas

A professora italiana Pamela Campa explicou sobre a implementação de política de cotas para acelerar a paridade de gênero na política e promover um ambiente mais propício para a atuação feminina. Para ela, ter mais mulheres atuando na área poderia reduzir a violência contra elas.

“E uma coisa importante é que acho importante ter mais mulheres na política – e isso pode parecer autoexplicativo – mas acho que ter mais mulheres na política tornará a política um espaço mais seguro para as mulheres”.

Último episódio do podcast “Nossa Voz” reúne análise de especialistas

Nossa Voz

“Nossa Voz” é uma série podcasts de quatro episódios sobre violência contra mulheres na política.

A estreia ocorreu em 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos, com uma entrevista com a jurista Silvia Pimentel.

O segundo episódio trouxe o depoimento da ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff. Já no terceiro, a ONU News conversou com a ex-presidente da Assembleia Geral da ONU, María Fernanda Espinosa.

Nesta última apresentação, você confere análises de diversos especialistas sobre o assunto e algumas recomendações de como acelerar a equidade nos cargos de liderança.