Perspectiva Global Reportagens Humanas

ONU celebra Dia Internacional da Montanha homenageando as mulheres

As montanhas são a casa de até 15% de toda a população global e concentram quase metade dos pontos mais importantes da biodiversidade do mundo. São as montanhas também que fornecem água doce, todos os dias, para metade da humanidade.
© Marcos Guevara
As montanhas são a casa de até 15% de toda a população global e concentram quase metade dos pontos mais importantes da biodiversidade do mundo. São as montanhas também que fornecem água doce, todos os dias, para metade da humanidade.

ONU celebra Dia Internacional da Montanha homenageando as mulheres

Clima e Meio Ambiente

Mulheres movem montanhas é o tema deste ano ressaltando o papel delas na proteção ambiental, social e no desenvolvimento econômico; data quer promover igualdade de gênero e mostras que as montanhas importam para a construção de resiliência e ação climática

As mulheres têm um papel central na proteção ambiental das montanhas. Elas são, geralmente, as principais guardiãs da biodiversidade, do conhecimento e medicina tradicionais e da cultura local.

Por isso, o Dia Internacional da Montanha em 2022, celebrado neste 11 de dezembro, tem a participação feminina com o tema Mulheres Movem Montanhas.

 

Processo de decisão e participação direta

Segundo a ONU, o aumento da variabilidade de clima aliado à falta de investimentos em desenvolvimento rural e agricultura de montanhas tem levado os homens a migrar em busca de uma vida melhor.

Com isso, as mulheres tiveram que assumir várias tarefas, antes executadas por homens, no entanto, elas ficam invisíveis por causa da falta de participação direta no processo de decisão e de um acesso desigual aos recursos.

A ONU News ouviu Maicon Rocha, guia de montanha na região serrana do Rio de Janeiro, há oito anos. Para Rocha, a conservação desses ecossistemas é trabalho de todos.

“Aqui em Teresópolis, a gente tem algumas montanhas importantes no montanhismo brasileiro como o Dedo de Deus e Agulha do Diabo, considerada uma das 15 montanhas mais bonitas do nosso planeta, e a gente tem também aqui a Pedra do Sino, que é um o ponto mais alto da Serra dos Órgãos, da nossa região aqui, que fica a 2.275 metros de altitude. Nas minhas atividades aqui, a gente sempre se preocupa em levar o pessoal nas montanhas e conscientizar da importância da preservação e conservação das nossas montanhas.”

Neste Dia Internacional da Montanhas, a ONU aposta na força feminina para promover a conservação.

Como lavradoras, feirantes, empresárias, artesãs, empreendedoras e líderes comunitárias, as mulheres e meninas de regiões montanhosas podem ser agentes de mudança, especialmente em áreas rurais.

Quando as camponesas têm acesso a recursos, serviços e oportunidades, elas se tornam uma força contra a fome, a má nutrição e a pobreza rural. Além disso, elas são ativas no desenvolvimento das economias de montanhas.

As montanhas são a casa de até 15% de toda a população global e concentram quase metade dos pontos mais importantes da biodiversidade do mundo. São as montanhas também que fornecem água doce, todos os dias, para metade da humanidade.
Unsplash/Ralph Messi
As montanhas são a casa de até 15% de toda a população global e concentram quase metade dos pontos mais importantes da biodiversidade do mundo. São as montanhas também que fornecem água doce, todos os dias, para metade da humanidade.

Água doce para metade da humanidade

As montanhas são a casa de até 15% de toda a população global e concentram quase metade dos pontos mais importantes da biodiversidade do mundo. São as montanhas também que fornecem água doce, todos os dias, para metade da humanidade.

Conservar as montanhas é um fator chave para o Objetivo 15 de Desenvolvimento Sustentável. Mas esses ecossistemas estão sob ameaça da mudança climática e de superexploração de recursos naturais.

Com o aumento do aquecimento global, aumentam também os desafios para as populações que vivem em áreas montanhosas. As glaciais estão derretendo a níveis sem precedente, afetando os mananciais de água doce que abastecem milhões de pessoas.

A ONU chama a atenção para a urgência de se reduzir a pegada de carbono de cada cidadão e de se cuidar das montanhas, que são tesouros naturais.

O Dia Internacional da Montanha em 2022, celebrado neste 11 de dezembro, tem a participação feminina com o tema Mulheres Movem Montanhas.
© Unsplash/Beth Macdonald
O Dia Internacional da Montanha em 2022, celebrado neste 11 de dezembro, tem a participação feminina com o tema Mulheres Movem Montanhas.

Justiça social e resiliência melhoradas pelas montanhas

Em 2002, a Assembleia Geral aprovou o Ano Internacional das Montanhas. E 2022 foi proclamado o Ano Internacional do Desenvolvimento Sustentável da Montanha.

Nos próximos meses, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, deverá divulgar material em suas seis línguas oficiais, em sua página na internet, sobre o tema.

O Dia Internacional da Montanha 2022 é uma oportunidade de promover igualdade de gênero e de contribuir para melhorar a justiça social, a resiliência e subsistência.

Você sabia?

  •   As mulheres rurais são vitais para a conservação da biodiversidade, água e segurança alimentar.
  • As montanhas são o lar de quase metade de todos os pontos importantes da biodiversidade no mundo e 30% de todas as Áreas Chaves de Biodiversidade.
  • Mais de 20 espécies de planta fornecem 80% do alimento mundial, seis deles saíram ou foram diversificados em montanhas: milho, batata, cevada, sorgo, tomate e maçãs.
  • Mais de metade da humanidade depende da água doce da montanha todos os dias.