A educação é a base para sociedades estáveis, pacíficas e prósperas BR

Secretário-geral António Guterres
Foto: ONU/Mark Garten
Secretário-geral António Guterres

A educação é a base para sociedades estáveis, pacíficas e prósperas

Cultura e educação

Em discurso à Cúpula da Educação Transformadora, António Guterres ressalta urgência de financiamento inovador para o ensino; enviado especial para Educação Global, Gordon Brown, também participa do evento, em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu ao mundo que faça mais para fortalecer sistemas educacionais em todo o globo.

Falando aos participantes da Cúpula Educação Transformadora, neste sábado, em Nova Iorque, Guterres lembrou que o mundo está atravessando várias crises.

Formas inovadoras para financiar a educação pelo globo

O secretário-geral ressaltou ainda as dificuldades financeiras sentidas  por governos, famílias e negócios. Para ele, mais do que nunca, é preciso criar formas inovadoras para se investir em educação.

Guterres lembra que desde o início da pandemia, dois terços dos países tiveram que cortar seus orçamentos para o ensino, mas a educação segue sendo a base de sociedades pacíficas, estáveis e prósperas.

O chefe da ONU acredita que a redução do investimento acaba causando crises mais sérias no futuro. O secretário-geral afirma que o mundo precisa investir mais em sistemas educacionais.

700 milhões de crianças fora da escola em países de baixa renda

Guterres citou a situação de países em desenvolvimento afetados pela alta do custo de vida. 

Ele ressaltou o papel da Entidade de Finança Internacional para a Educação. A iniciativa quer financiar países de renda média baixa, onde vivem 700 milhões de crianças que estão fora da escola.

Nessas nações também se encontram a maioria das crianças refugiadas do mundo.

António Guterres lembrou que a entidade para financiamento não é um novo fundo, mas um mecanismo para providenciar educação de baixo custo.

A expectativa é de que o financiamento chegue a US$ 10 bilhões para as gerações de jovens futuras.
Guterres elogiou o trabalho do enviado especial para Educação Global, Gordon Brown e pediu o apoio dos países, doadores internacionais e organizações filantrópicas.