Juventude em Moçambique adere à iniciativa solidária com a terceira idade

12 agosto 2022

A ONU News ouviu vários jovens que participam de mutirões e ações de apoio a idosos assim como parcerias com agricultores e para formação e acesso ao emprego; correspondente Ouri Pota foi conferir algumas dessas ações.

O moçambicano Edmilson Cândido Costamo, de 20 anos, juntou-se à plataforma Makobo, uma empresa de economia social que integra educação, nutrição, artesanato e agroecologia.  Neste Dia Internacional da Juventude, a ONU News ouviu jovens que estão fazendo algo para melhorar seus entornos.

A proposta é criar uma ponte de troca de experiências entre gerações jovens e mais maduras para ajudar avançar sociedades inteiras. A tarefa dele é distribuir sopas para crianças carentes.

O moçambicano Edmilson Cândido Costamo, de 20 anos, juntou-se à plataforma Makobo, uma empresa de economia social que integra educação, nutrição, artesanato e agroecologia
Ouri Pota
O moçambicano Edmilson Cândido Costamo, de 20 anos, juntou-se à plataforma Makobo, uma empresa de economia social que integra educação, nutrição, artesanato e agroecologia

Distribuição de sopa e aprendizados para a vida

Para ele, participar no ato de solidariedade é uma nova “escola da vida” pois aprende-se valores morais e não só.

“Aqui eu tenho feito muita coisa. Ajudado na distribuição da sopa. É uma experiência muito boa que me faz aprender coisas melhores. E acho muito importante apoiar os que precisam. Tem muitas crianças que sofrem e não têm o que comer e não sabem comer quando acordam, é muito sentimental. “

O desafio de envolver jovens em ações de solidariedade não é apenas uma preocupação do governo moçambicano.

Os parceiros e agências das Nações Unidas também participam neste desafio.

Esmênia Ernesto é responsável pela unidade de viagens na FAO
FAO
Esmênia Ernesto é responsável pela unidade de viagens na FAO

Cabo Delgado e um esforço na produção agrícola

Esmênia Ernesto, é responsável pela unidade de viagens na FAO. Ela partilha sua experiência dos três meses que esteve a trabalhar com jovens na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, que atravessa um conflito.

“Apesar de tudo que eles passaram, eles demonstram uma força muito grande de continuar a trabalhar. A FAO através do seu plano de resposta a emergência e a reposição dos meios de subsistência tem apoiado jovens deslocados das comunidades acolhedoras com kits com a produção agrícola e alguns animais de pequeno porte. A FAO tem envolvido os jovens dentro dos centros de reassentamentos no processo de registro e identificação dos beneficiários que irão receber esses kits.”

Idosos e retribuição

Já a moçambicana Felicidade Alice Alexandre Mazuze, 41 anos considera-se jovem pelas suas atitudes.

É ativista e faz gestos de solidariedade há oito anos. Ela dedica-se a ajudar em ações de apoio a idosos como retribuição do que aprendeu na Casa Gaiato, instituição social que acolheu de 1998 a 2000, onde foi aluna na escola comunitária.

“Tenho consentimento de causa do que a casa está a passar, neste momento, então precisa de ajuda. É o mínimo que temos feito para poder ajudar a casa, fazemos as nossas contribuições através de angariações de fundos por aí em diante. Eu acho que o jovem poderia dar o pouco que tem para poder ajudar o próximo.”

Tina Alexandre Muchanga, 35 anos, conta que aderir a iniciativas de solidariedade é preparar o futuro. Ela lembra que o incentivo aconteceu depois de visitar um lar de idosos e notou que muitos deles estão abandonados, Ela teme que no futuro esteja na mesma situação.

Tina Muchanga conta que aderir a iniciativas de solidariedade é preparar o futuro
Ouri Pota
Tina Muchanga conta que aderir a iniciativas de solidariedade é preparar o futuro

Lista de oportunidades

“Eu vejo aos idosos como minha avó. Eu olhando para aqueles idosos eu sinto que um dia serei vovó, as tantas os meus filhos irão me abandonar para eu parar naquele lugar que não é bonito. O lar de idosos não é um sítio para que as pessoas estejam lá…”

Em Moçambique para comemorar o Dia Internacional da Juventude, várias atividades estão agendadas, envolvendo jovens de diversas áreas.

A questão do emprego e formação faz parte da lista de oportunidades exigidas pela juventude moçambicana.

 

De Maputo para ONU News, Ouri Pota

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud