Cabo Verde abre sessão de alto nível no segundo dia da Conferência dos Oceanos
BR

28 junho 2022

Primeiro-ministro traz para Lisboa “reivindicação dos pequenos países insulares”; José Ulisses Correia e Silva revela planos para tornar o setor do turismo sustentável, com hotéis que deixarão de utilizar plásticos.

O segundo dia da sessão de alto nível da Conferência dos Oceanos das Nações Unidas começou com discurso do primeiro-ministro de Cabo Verde. José Ulisses Correia e Silva destacou a importância de abrir espaço para a economia azul e trouxe para Lisboa uma mensagem dos pequenos países insulares em desenvolvimento, conhecidos pela sigla em inglês Sids.

Salvar os oceanos

"Os Sids reivindicam legitimamente o reconhecimento das suas especificidades e uma discriminação positiva, como o índice da vulnerabilidade multidimensional em elaboração irá demonstrar. Cabo Verde manifesta total convergência e apoio ao apelo das Nações Unidas à ação para salvar os oceanos e proteger o futuro.”

Na plenária montada na Altice Arena, onde acontece a conferência até sexta-feira, o primeiro-ministro cabo-verdiano apoiou o fim da poluição plástica e revelou planos do país para que a indústria do turismo se torne totalmente sustentável.

Hoteis sem plásticos

“Cabo Verde está a rever a lei do plástico, para reforçar as medidas preventivas contra a poluição. Cabo Verde está a preparar um pacto de sustentabilidade para o turismo. Hotéis verdes, sem plásticos, com energias renováveis, com forte nexo água-energia.”

Antes do início da Conferência dos Oceanos, a ONU News entrevistou o Ministro do Mar de Cabo Verde. Abraão Vicente destacou um projeto para preservação da zona marítima.

“Cabo Verde também irá avançar, ainda durante a Cimeira dos Oceanos, com a assinatura com a White Foundation de um acordo de gestão da nossa área marítima. Avançar com o mapeamento da nossa zona marítima em toda a extensão da nossa costa e avançarmos para a reserva de 30% da nossa zona econômica exclusiva para zona de não pesca e não exploração intensiva. Manter toda a nossa zona econômica exclusiva 100% sustentável em termos da sua exploração.”

Além da plenária de alto nível, com os discursos de chefes de Estado e de Governo, dois debates importantes acontecem nesta terça-feira na Conferência dos Oceanos: o primeiro foca na promoção das economias sustentáveis para os pequenos países insulares em desenvolvimento, e o segundo é sobre proteção e restauração dos ecossistemas marinhos.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud