Museu da Língua Portuguesa celebra dia do idioma

Museu da Língua Portuguesa celebra evolução do idioma de 280 milhões de falantes BR

Ciete Silvério/Museu da Língua Portuguesa
Museu da Língua Portuguesa celebra dia do idioma

Museu da Língua Portuguesa celebra evolução do idioma de 280 milhões de falantes

Cultura e educação

No centro da cidade de São Paulo, Brasil, instituição anuncia programação de três dias para celebrar data; curadora Isa Grinspum falou à ONU News sobre agenda e interação com outras nações lusófonas.

O Dia Internacional da Língua Portuguesa é celebrado neste 5 maio. Mas, no centro de São Paulo, uma entidade comemora o idioma todos os dias. Localizado na antiga Estação da Luz, o Museu da Língua Portuguesa foi o primeiro deste tipo no mundo.

A ONU News conversou com Isa Grinspum, curadora do Museu. Ela explicou que o local, que se reergueu de um incêndio em dezembro de 2015, foi reaberto no ano passado e busca refletir agora a diversidade de culturas do universo lusófono.

Museu da Língua Portuguesa celebra evolução do idioma de 280 milhões de falantes

Comemoração

“O Museu, tanto nas suas exposições temporárias como na permanente, traz a formação dessa língua, como ela se deu, como foram esses movimentos na história, entre continentes e atravessando mares. Mas ela quer também mostrar essa vitalidade de hoje. A programação do dia da língua, em poucos dias, de forma concentrada e intensa, quer trazer tudo isso em alta voltagem”

Tweet URL

Para as comemorações deste ano, que vão de 5 a 7 de maio, Isa Grinspum conta que a agenda explora a diversidade e expansão geográfica da língua portuguesa, que ela define como “viva, pulsante e plural”.

As manifestações artísticas poderão ser vistas tanto dentro como fora do Museu. Os paulistanos que passarem pela região também poderão conferir parte da programação gratuitamente.

O Museu celebra ainda o centenário do escritor José Saramago, até hoje o único vencedor do Nobel de Literatura em língua portuguesa.

Com a instalação “O Conto da Ilha Desconhecida”, a instituição oferece uma homenagem ao português em parceria com a Fundação José Saramago, o Instituto Camões e a Companhia das Letras.

Uma barca inflável, livremente inspirada na obra de mesmo nome de Saramago, ficará montada no saguão do Museu. 

Evolução da língua

Segundo Isa Grispum, o Museu da Língua Portuguesa, desde sua abertura em 2006, promove um formato inédito e exclusivo, e faz um convite a todos os falantes para refletirem sobre o idioma.

“Todos nós, que somos falantes e autores dessa língua, não estamos habituados a pensar e refletir sobre ela. E a ideia de fazer um museu sobre esse assunto, em pleno coração de São Paulo, num lugar com tanta gente, tão diferenciada que passa por ali, para pensar sobre a língua portuguesa, sobre a riqueza dela, sobre sua história, sobre a diversidade enorme. O português é um, mas são muitos também”

De acordo com a curadora, o Museu recebeu mais de 4 milhões de visitantes em sua primeira década de existência e aborda, nas exposições permanentes, a multiplicação e as mutações do idioma.

Brasil

No Brasil, ela explica que a língua evoluiu a partir de outros idiomas, como indígenas e africanos, e absorveu ainda outras centenas que chegaram pelos fluxos imigratórios no país.

Por isso, uma das estrelas do Museu é uma área onde o visitante é convidado para uma viagem pelos estados brasileiros para reconhecer sotaques e regionalismos.

Isa Grinspum destacou ainda as diversas criações musicais e literárias produzidas em língua portuguesa, que viajam o mundo todo e são traduzidas em outros idiomas.

Além do trabalho da curadora, a celebração da data, neste ano, tem direção artística do diretor teatral e de cinema Felipe Hirsch, convidado para criar uma programação inspirada em sua peça “Língua Brasileira”.

Também estão entre os convidados confirmados o escritor Caetano Galindo, a jornalista Eliane Brum, a cantora Juçara Marçal, o músico Kiko Dinucci, a escritora Yeda Pessoa de Castro, o líder indígena e professor André Baniwa e a Orquestra Mundana Refugi.