Guerra na Ucrânia deixa milhares de pessoas com HIV sem tratamento
BR

29 abril 2022

Segundo Unaids, situação é urgente, sendo que 152 mil civis recebiam medicamento diário para tratar o vírus; leste europeu e Ásia central são regiões com a taxa mais rápida de crescimento de HIV no mundo.

O Programa Conjunto da ONU sobre HIV/Aids, Unaids, está alertando para a urgência da situação das pessoas com o vírus na Ucrânia. Segundo a agência, a guerra causou a destruição dos serviços de saúde e interrupções logísticas na cadeia de suprimento de medicamentos.

Com isso, dezenas de milhares de soropositivos estão sem receber tratamento. O Unaids calcula que antes do conflito, 260 mil ucranianos eram soropositivos sendo que 152 mil estavam tomando os antirretrovirais, diariamente.

Interrupção do tratamento pode gerar complicações, incluindo resistência aos medicamentos contra o HIV
UNAIDS
Interrupção do tratamento pode gerar complicações, incluindo resistência aos medicamentos contra o HIV

Usuários de Drogas

A falta de acesso aos medicamentos e a serviços de prevenção pode causar “uma onda de mortes e o reaparecimento da Aids endêmica na Ucrânia.”

Mais de 40 centros de saúde, que ofereciam serviços de tratamento, prevenção e cuidados foram destruídos no conflito. Quase 21% dos usuários de drogas injetáveis na Ucrânia são soropositivos, assim como 7,5% dos homens homossexuais e 5,2% dos trabalhadores do sexo.

Refugiados

O Unaids destaca que o apoio precisa ser reforçado ao país em guerra e além das fronteiras, uma vez que o leste europeu e a Ásia central são as regiões do mundo onde a taxa de HIV cresce de forma mais acelerada, onde 1,6 milhão convivem com o vírus.

Cerca de 30 mil ucranianos, que estão fugindo para outros países, precisam receber tratamento antirretroviral com urgência – muitos estão na Polônia, Armênia, Alemanha e Moldávia.

Para responder à crise, o Unaids trabalha em conjunto com várias organizações, incluindo o Fundo Global contra Aids, Tuberculose e Malária e o governo da Ucrânia, para garantir que o país receba medicamentos suficientes para um ano.

Um lote inicial com mais de 18 milhões de kits de antirretroviral já está sendo distribuído em parceria com o governo e a organização 100% Life, a maior da Ucrânia em prol dos soropositivos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud