Perspectiva Global Reportagens Humanas

ONU marca Dia Internacional da Fraternidade Humana celebrando cultura de paz  BR

Nações Unidas buscam sublinhar a importância de compreensão de diferentes culturas, religiões, credos e da promoção da tolerância
ONU/Paulo Filgueiras
Nações Unidas buscam sublinhar a importância de compreensão de diferentes culturas, religiões, credos e da promoção da tolerância

ONU marca Dia Internacional da Fraternidade Humana celebrando cultura de paz 

Cultura e educação

Data foi estabelecida em resolução da Assembleia Geral, adotada em dezembro de 2020; Nações Unidas estão preocupadas com aumento de atos de intolerância, discurso de ódio e desrespeito da diversidade à medida que o mundo responde à crise causada pela pandemia. 

Neste 4 de fevereiro, a ONU marca o Dia Internacional da Fraternidade Humana, criado pela Assembleia Geral no primeiro ano da crise global de saúde, gerada pela Covid-19. 

Para as Nações Unidas, em tempos de necessidade, como o vivido agora, é importante mais do que nunca reconhecer a contribuição valorosa das pessoas de todos os credos e religiões para a humanidade e o diálogo, que pode ser feito, para melhorar a percepção dos valores comuns. 

Pandemia 

A ONU está preocupada com atos de discursos de ódio religioso que minam o espírito da tolerância e do respeito pela diversidade. Essas ações são ainda mais graves num momento em que o mundo responde à pandemia. 

O próprio secretário-geral da organização, António Guterres, ressaltou, em várias ocasiões, a necessidade de união, solidariedade e de um compromisso renovado com a cooperação multilateral para vencer a crise. 

ONU defende que o espírito de harmonia, compreensão e solidariedade são elementos chave na resolução de conflitos
ONU/Rick Bajornas
ONU defende que o espírito de harmonia, compreensão e solidariedade são elementos chave na resolução de conflitos

 

Neste Dia Internacional da Fraternidade Humana, as Nações Unidas buscam sublinhar a importância de compreensão de diferentes culturas, religiões, credos e da promoção da tolerância que inclui a aceitação social do que é diferente.  

Para a organização, a educação nas escolas deve ajudar a combater a discriminação baseada na religião. 

Papa e Imã 

Em sua resolução sobre o Dia Internacional, a Assembleia Geral citou o encontro do Papa Francisco com o Grande Imã de Al-Azhar, Ahmad al-Tayyib em 4 de fevereiro de 2019, em Abu Dhabi, que resultou na assinatura do documento “Fraternidade Humana para a Paz Mundial e para a Coexistência.” 

A ONU lembra que após a destruição da Segunda Guerra Mundial, a organização nasceu para salvar gerações vindouras do flagelo de uma guerra e com o objetivo de fomentar o diálogo e o entendimento entre os povos. 

Para a organização, o espírito de harmonia, compreensão e solidariedade são elementos chave na resolução de conflitos e desafios globais.