Opas apoia nova lei no México que garante ambientes 100% livres de tabaco BR

OMS destaca atuação contra a asma que inclui o combate ao tabagismo
OMS
OMS destaca atuação contra a asma que inclui o combate ao tabagismo

Opas apoia nova lei no México que garante ambientes 100% livres de tabaco

Saúde

Reforma também proíbe publicidade, promoção e patrocínio de cigarros e similares; medidas aprovadas pelo Senado mexicano, neste mês, são consideradas por ONU como exemplo de melhores práticas para o controle do consumo de tabaco.  

A Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, está destacando o México como um exemplo na luta anti-tabaco. O senado do país aprovou, no dia 14, uma reforma de leis do setor, estabelecendo ambientes 100% livres do tabaco, incluindo espaços públicos e escritórios.  

O México também acaba de proibir publicidades e patrocínios de produtos com tabaco, como cigarros e charutos. As medidas aprovadas são consideradas pela Opas como um belo exemplo de melhoras práticas para a prevenção e o controle de doenças crônicas. 

Aprovação unânime  

1 bilhão de pessoas no mundo são fumantes e o tabaco mata 8 milhões de pessoas por ano
© Unicef/Shehzad Noorani
1 bilhão de pessoas no mundo são fumantes e o tabaco mata 8 milhões de pessoas por ano

A agência da ONU avalia ainda que as leis estão entre as medidas de controle do tabaco com o melhor custo-benefício. Após serem aprovadas pela Câmara dos Deputados em abril, o Senado do México adotou a reforma sem nenhum voto contra.  

O representante da Opas no México, Cristian Morales Fuhrimann, declarou se tratar de “um passo histórico para o país”, reafirmando o papel da nação entre os “líderes na luta anti-tabaco no mundo”.  

A Opas teve um contribuição importante na reforma das leis, fornecendo evidências sobre medidas de controle, o que ajudou a contrariar os argumentos da indústria do tabaco.  

Influência do cigarro em pessoas com Covid-19  

Mural em Oaxaca, México.
Foto: Primavera Díaz
Mural em Oaxaca, México.

Entre os anos de 2002 e 2009, o consumo de cigarro e similares caiu de 13,5% para 7,7% no México. Aproximadamente 63 mil pessoas morrem por ano de doenças ligadas ao fumo ou à exposição ao tabaco, o que representa 10% das mortes na nação norte-americana. 

Fumar em espaços públicos e locais de trabalho fica sendo proibido no México, que tornou-se o 24° nas Américas a implementar medidas do tipo.  

O governo mexicano também está promovendo outras ações de controle, como um decreto que proíbe a importação e a exportação de novos produtos com nicotina e tabaco, além de mensagens de alerta nos maços e embalagens informando que fumar pode causar sérios riscos para pessoas infectadas com a Covid-19.  

As novas medidas aprovadas pelo Senado aconteceram após 13 anos de lutas do de setor de saúde, da própria Opas e de entidades da sociedade civil, para que tais leis entrassem em vigor no país.