Acnur elogia plano dos Estados Unidos de reassentar 125 mil refugiados
BR

22 setembro 2021

Para agência da ONU, proposta reflete compromisso do governo americano em ajudar os mais vulneráveis a ter chance de reconstruir suas vidas em segurança; situação de haitianos que tiveram de voltar ao país de origem está sendo acompanhada.  

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou que pretende aumentar o número de refugiados reassentados no país, beneficiando 125 mil pessoas no próximo ano fiscal. 

A proposta foi elogiada pela Agência da ONU para Refugiados, Acnur. A porta-voz Shabia Mantoo afirmou, em Genebra, que o plano “reflete o compromisso do governo americano em garantir que os refugiados mais vulneráveis tenham a chance de reconstruir suas vidas em segurança”. 

Pelo menos 86% dos refugiados são acolhidos em países em desenvolvimento
OIM/ Muse Mohammed
Pelo menos 86% dos refugiados são acolhidos em países em desenvolvimento

Haitianos 

A representante do Acnur afirmou ainda que o plano destaca “a importância de todos os países fazerem sua parte” na resposta aos refugiados. 

O anúncio de Biden acontece após representantes do governo americano confirmarem que mais de 6 mil haitianos, juntamente com outros imigrantes, foram retirados de um acampamento em Del Rio, no Texas, e repatriados imediatamente.  

O Haiti enfrenta os impactos de um terremoto ocorrido em agosto, de enchentes e de uma crise política após o assassinato do presidente Jovenel Moise.  

Falta de orientação e de proteção 

Feridos após o terremoto no Haiti buscam assistência em hospital
Foto: © UNICEF/George Harry Rouzie
Feridos após o terremoto no Haiti buscam assistência em hospital

A porta-voz do Escritório de Direitos Humanos da ONU declarou que as imagens da situação são “perturbadoras”.  

Marta Hurtado mencionou os migrantes e refugiados que estão sendo deportados para Porto Príncipe e afirmou que muitos refugiados podem não ter recebido as orientações nem as proteções adequadas.  

A representante afirmou ainda que “independente do status migratório, todas as pessoas tem os mesmos direitos e o direito de receber a mesma proteção”. 

O Acnur também está acompanhando a situação nos dois lados da fronteira entre Estados Unidos e México e afirma que algumas dessas pessoas “têm base fundamentada para pedir proteção internacional”. 

Apoio legal  

Segundo a agência da ONU, a situação pede uma resposta regional coordenada para garantir apoio legal” aos haitianos.  

O Acnur destaca ainda que nos últimos 20 anos, houve o menor número de reassentamentos de refugiados. Segundo a agência, 90% dos refugiados são acolhidos pelos países mais pobres do mundo.  

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud