“Temos os recursos, nos falta apoio político”, afirma presidente da Assembleia Geral BR

Presidente da Assembleia Geral, Abdulla Shahid, na abertura dos debates da 76a Assembleia Geral das Nações Unidas
UN Photo/Cia Pak
Presidente da Assembleia Geral, Abdulla Shahid, na abertura dos debates da 76a Assembleia Geral das Nações Unidas

“Temos os recursos, nos falta apoio político”, afirma presidente da Assembleia Geral

Assuntos da ONU

O presidente 76ª Assembleia Geral da ONU, Abdulla Shahid, abriu debates reforçando avanços no combate a pandemia e disponibilidade de recursos para superar os demais desafios globais; ele afirma que apoio político e suporte financeiro é fundamental para alcançarmos estabilidade.

Na abertura da 76ª Assembleia Geral da ONU, nesta terça-feira, o presidente eleito da sessão, Abdulla Shahid, apresentou suas prioridades para o próximo ano.

Entre os pilares de trabalho estarão alcançar igualdade na vacinação, vencer a pandemia de Covid-19, fortalecer as discussões sobre os desafios climáticos e dos direitos humanos, além de continuar a revitalização das Nações Unidas.

Inovações

Alguns líderes mundiais farão discursos na Assembleia Geral, outros participarão virtualmente.
Foto: ONU/Evan Schneider
Alguns líderes mundiais farão discursos na Assembleia Geral, outros participarão virtualmente.

 

Em seu discurso, Shahid lembrou os importantes avanços tecnológicos que o mundo vem sendo capaz nos últimos anos e o quanto eles são fundamentais para a superação dos crescentes desafios globais.

O presidente da Assembleia Geral destacou que foram criados meios inovadores no desenvolvimento de vacinas e em alternativas energéticas com fontes renováveis, o presidente da Assembleia Geral afirma que precisamos agora de apoio político e suporte financeiro.

Shahid lembrou os episódios de união que se espalharam por todo o mundo durante os fechamentos das cidades, medida usada em diversos lugares para conter a pandemia.

Ele afirmou que naquele momento, a população se reunia pela esperança de dias melhores. Nesse contexto, o presidente da assembleia geral pediu aos líderes presentes que levassem novamente o sentimento de esperança à sociedade.

Liderança

Shahid desafiou os chefes de estado e governo no evento a serem as “Nações Unidas que querem que sejamos”.

Ele destacou que as mais de 7 bilhões de pessoas no mundo, ao verem líderes mundiais icônicos debaterem, não pensam “se ajudarão, mas sim como ajudarão”.

Assim, o pedido dele é que os cidadãos não sejam desapontados.

Os debates de alto nível da 76ª Assembleia Geral da ONU acontecem entre os dias 21 e 27 de setembro.