Opas pede cooperação para aumentar vacinados e proteger menores contra Covid-19
BR

15 setembro 2021

Diretora da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, Carissa Etienne, celebra progresso em pessoas imunizadas contra Covid-19 na América Latina e Caribe e faz apelo pelo retorno das crianças e adolescentes à sala de aula.

A diretora do braço da Organização Mundial da Saúde nas Américas, Opas, destacou o crescente número de pessoas vacinadas contra a Covid-19 em países da região.

Carissa Etienne reforçou que as doses de vacinas não foram distribuídas igualmente e por isso muito ainda deve ser feito para que todos sejam imunizados.

A iniciativa Covax faz parte do Acelerador de Acesso a Ferramentas contra a Covid-19
Unicef/Edler Fils Guillaume
A iniciativa Covax faz parte do Acelerador de Acesso a Ferramentas contra a Covid-19

América do Sul

De acordo com os dados apresentados nesta quarta-feira, o declínio no número de casos de Covid-19 na América do Sul vem acompanhado de uma aceleração na imunização, especialmente em países como Chile e Uruguai.

Etienne destaca que países incluindo o Brasil já vacinaram mais de 30% de sua população adulta.

O gerente de incidentes do Opas, Sylvain Aldighieri, afirma que, ainda que os números sejam positivos, a queda de casos também pode ter um fator sazonal. Ele lembra que muitos países tomaram medidas austeras para conter o avanço da doença.

Por isso, além de seguir vacinando a população, o uso de máscaras, o distanciamento social e a limpeza das mãos devem ser mantidos.

Brasil recebe campanha de vacinação da Opas contra o sarampo
Opas
Brasil recebe campanha de vacinação da Opas contra o sarampo

Crianças e Adolescentes

Carissa Etienne fez um apelo para a situação de crianças e adolescentes, principalmente aqueles que estejam abaixo da idade mínima para a imunização. Ela lembrou que muitos ficaram afastados das escolas e de outras formas de convívio, o que impactou a saúde mental e reprodutiva dos jovens.

A diretora da Opas afirmou que meninas estão especialmente vulneráveis, já que a chance de desistência entre elas é historicamente mais alta.

Como boa parte das vacinas ainda estão em estudo para a recomendação abaixo dos 18 anos, a representante reforçou a necessidade das medidas básicas de proteção contra o vírus.

Já o vice-diretor da Opas, o brasileiro Jarbas Barbosa, explicou que a recomendação do órgão é priorizar o acesso às vacinas para os adultos.

Fazendo referência à volta das crianças às salas de aula, o representante reforçou a importância de vacinar professores e funcionários de escolas.

Outros países

Etienne chamou atenção para o aumento de casos em países da América do Norte e a baixa taxa de vacinação em nações como Jamaica, Nicarágua e Haiti.

De acordo com a representante, o número de pessoas infectadas subiu cerca de 20% nas Américas.

Nos Estados Unidos, os casos diários superaram a marca de 100 mil pela primeira vez desde janeiro. Os estados do sul são os mais impactados.

Alguns países do Caribe também registram um aumento de casos da doença com destaque para Jamaica, que tem a maior marca semanal desde o início da pandemia.

Comunidade indígena na Colômbia em campanha de vacinação contra Covid-19
Opas Colômbia/Karen González Abr
Comunidade indígena na Colômbia em campanha de vacinação contra Covid-19

Variantes

Sobre a variante Delta, os representantes da OMS afirmaram que as vacinas aprovadas pelo órgão mostraram eficácia em combater o contágio.

Eles reforçaram que pacientes com duas doses do imunizante tiveram bons resultados, especialmente para casos mais severos e internações.

A mensagem segue reforçando que a vacinação siga a passos acelerados e que países com doses excedentes continuem fazendo doações, diminuindo a desigualdade em pessoas imunizadas.

Os altos funcionários da Opas reafirmam que todas as vacinas aprovadas pela OMS passaram por diversos critérios de aprovação e são seguras à saúde.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud