Unece: objetivos internacionais sobre clima não serão alcançados sem energia nuclear
BR

11 agosto 2021

Comissão Econômica da ONU para a Europa destaca que alternativa energética evitou emissões de 74 gigatoneladas de dióxido de carbono; em 11 países da região, energia nuclear já fornece 30% da geração elétrica. 

A Comissao Econômica da ONU para a Europa, Unece, lançou esta quarta-feira um relatório destacando a importância da energia nuclear para evitar que a temperatura global suba mais do que 1.5°Celsius. 

Segundo a Unece, a energia nuclear é uma alternativa de baixo carbono que evitou as emissões de 74 gigatoneladas de CO2 na atmosfera nos últimos 50 anos. Este volume representa quase dois anos do total global de emissões relacionadas ao setor energético.  

 O Museu do Louvre, em Paris, França
© Eric Ganz
O Museu do Louvre, em Paris, França

França e Suíça 

A Comissão destaca que uma mudança rápida é necessária, uma vez que os combustíveis fósseis, como gás e petróleo, representam mais da metade das fontes de geração elétrica da Europa. 

Atualmente, a energia nuclear é utilizada para fornecer 20% da eletricidade da região.  

Onze países da região estão mais avançados, como Bélgica, Finlândia, França, Suíça e Suécia: nestas nações, a energia nuclear fornece mais de 30% da geração de eletricidade. A Unece explica ainda que 20 países têm plantas de energia nuclear e 15 possuem reatores.  

Planta de energia nuclear
Foto: Noaa/OAR/Laboratório de Pesquisa Ambiental dos Grandes Lagos
Planta de energia nuclear

Mitigação da Mudança Climática  

A Comissão defende que esta alternativa seja mais utilizada para que o mundo consiga cumprir com as metas do Acordo de Paris e da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.  

A Unece lembra que em um cenário sem grandes mudanças nos hábitos de alimentação e de locomoção, a demanda para energia nuclear poderá aumentar seis vezes até 2050.  

A secretária-executiva da Unece, Olga Algayeronova, afirma que a energia nuclear é “fonte importante de eletricidade de baixo carbono e de calor, que podem contribuir para os países atingirem a neutralidade de carbono e assim, mitigar os efeitos da mudança climática”.  

Segundo a Unece, a energia nuclear traz alguns riscos, como acidentes radiológicos e desperdícios radioativos, que podem ser geridos com antecipação. A Comissão reconhece que alguns países não investem no sistema por considerearem possíveis acidentes inaceitáveis.   

 

 

  

  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud