Exposição virtual destaca dignidade humana durante as Olimpíadas BR

Dorian Keletela, membro da equipe olímpica de refugiados de Tóquio 2020, Sprinter, originalmente do Congo, treina no Centro de Treinamento Nacional de Portugal.
© Acnur/Ricardo S. Alves
Dorian Keletela, membro da equipe olímpica de refugiados de Tóquio 2020, Sprinter, originalmente do Congo, treina no Centro de Treinamento Nacional de Portugal.

Exposição virtual destaca dignidade humana durante as Olimpíadas

Cultura e educação

ONU Brasil, Unesco e Acnur apoiam experiência interativa; qualquer pessoa pode acessar a exibição pela internet; Esporte e Valores, Intersexualidade e Refugiados estão entre os temas abordados.

Está sendo inaugurada esta terça-feira, 3 de agosto, a exposição virtual “Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana”. 

A experiência interativa tem o apoio das Nações Unidas no Brasil, da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, e da Agência da ONU para Refugiados, Acnur. 

Bandeiras da ONU e das Olímpiadas.
Foto: ONU/Evan Schneider
Bandeiras da ONU e das Olímpiadas.

Valores

A iniciativa, do eMuseu do Esporte, usa o cenário dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos para tratar de temas sociais. Qualquer pessoa pode conferir a exposição, pelo site www.emuseudoesporte.com.br.

Especialistas das áreas de filosofia e estudos olímpicos participam com entrevistas e a exposição traz conteúdo de nove países, de cinco continentes. São quatro temas abordados: Esporte e Valores, Intersexualidade, Refugiados e Liberdade de Expressão.

O curador da mostra e professor da PUC Rio Grande do Sul, Nelson Todt, destaca que “o esporte imita a vida e as crises sociais também ecoam no ambiente Olímpico”. Segundo ele, com essa ideia, é possível refletir “o quanto o esporte demanda uma conduta que seja desejável socialmente”.

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio começam nesta terça-feira
Unsplash/Erik Zünder
Os Jogos Paralímpicos de Tóquio começam nesta terça-feira

ODSs

Para o especialista, os Jogos Olímpicos provocam uma “reflexão sobre dignidade humana em resposta à atual crise de valores e pode contribuir para a igualdade de gênero, bem-estar, paz e redução das desigualdades”. 

Já o curador do eMuseu do Esporte, Lamartine DaCosta, destaca que exposição traz valores ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, além de ressaltar a construção de um  “esporte do futuro”.

Para a diretora do Centro de Informação da ONU no Brasil, Kimberly Mann, o esporte é um “modelo de trabalho em equipe e um motor de crescimento econômico para toda a sociedade”.

Segundo Mann, este poder pode ser usado para promover estilos de vida saudáveis e avançar em prol do desenvolvimento sustentável e inclusivo até 2030.