Mali: Missão da ONU acompanha situação após cinco boinas-azuis ficarem feridos 
BR

26 julho 2021

Tropas repeliram combatentes armados que se preparavam para lançar um ataque em Bandiougou; presença internacional apoia estabilização após insurgência extremista iniciada há nove anos. 

A Missão da ONU no Mali, Minusma, anunciou esta segunda-feira que cinco soldados de paz ficaram feridos, na região de Aguelhok.   

Os boinas-azuis foram vítimas da explosão de um dispositivo improvisado enquanto realizavam uma patrulha em Kidal. 

Tratamento  

A operação de paz enviou a Força de Reação Rápida para o local do incidente e os feridos foram transportados para um hospital onde recebem tratamento. Os soldados de paz continuam monitorando a situação de perto. 

Soldados de paz da Minusma nas ruas de Kidal, no Mali
Minusma/Sylvain Liechti
Soldados de paz da Minusma nas ruas de Kidal, no Mali

No domingo, o contingente da missão sofreu um ataque de fogo indireto nas instalações localizadas na mesma área. Não há relatos de vítimas ou danos materiais. 

Estabilização

Ainda no fim de semana, a Minusma usou helicópteros para dispersar combatentes armados antes que estes pudessem lançar um ataque em Bandiougou, no centro de Mali. 

A que é conhecida como missão mais perigosa do mundo já perdeu um total de 247 soldados de paz desde sua fundação em 2013. A presença internacional no país africano apoia a estabilização na sequência da insurgência extremista que começou em 2012. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud