Pré-Cúpula dos Sistemas Alimentares quer promover novas alianças  
BR

23 julho 2021

Reunião na Itália junta representantes de vários setores antecipando o encontro de líderes globais às margens da próxima Assembleia Geral da ONU; vice-chefe da organização defende que mais jovens actuem em favor de sistemas alimentares.

Na preparação para a Pré-Cúpula dos Sistemas Alimentares das Nações Unidas, a iniciar em Roma, a expetativa é promover alianças para fazer avançar a perspetiva de mudança no processo que envolve a produção, a distribuição e o consumo global de comida.

A enviada especial do secretário-geral para a Cúpula dos Sistemas Alimentares de 2021, Agnes Kalibata ,destacou haver portas abertas para avanços. Ela falava a jornalistas sobre o evento de três dias, que arranca na segunda-feira na capital italiana.   

Mudança  

Kalibata disse haver uma oportunidade em uma geração para a transição dos sistemas alimentares. A meta é que se deixe de olhar para os alimentos como commodities, para algo que afeta as pessoas, em primeiro lugar a saúde humana e alimentos, mas tem impacto no meio ambiente e contribui para mudança do clima. 

Kalibata defende que se deixe de olhar para os alimentos apenas como commodities
Ciat/Neil Palmer
Kalibata defende que se deixe de olhar para os alimentos apenas como commodities

 

A enviada declarou ainda que a parceria da Itália no evento viabiliza a ligação com o grupo das maiores economias mundiais, o G-20. Ministros do bloco definiram que priorizarão a segurança alimentar. 

Em setembro, líderes globais se juntam na Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU. Em Roma, a vice-secretária-geral Amina Mohammed defendeu o uso de tecnologia para identificar como precisam ser feitos os investimentos nessa área. 

Jovens  

A vice-chefe da ONU disse haver uma boa oportunidade de garantir que os jovens sejam uma parte central na atuação futura nos sistemas alimentares. 

O setor privado, povos indígenas, ONGs e governos em todo o mundo participaram na criação de uma agenda que envolveu diálogos em 143 países. 

 A expetativa é que a reunião de Roma culmine com “uma nova maneira de transformar os sistemas alimentares, diante da atual “oportunidade de recuperação diferente”, na sequência da Covid-19. 

Sistemas alimentares foram afetados pela pandemia de Covid-19
FAO/Petterik Wiggers
Sistemas alimentares foram afetados pela pandemia de Covid-19

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud