Interrupções de abastecimento de água na Síria prejudicam 1 milhão de civis
BR

17 julho 2021

Coordenador humanitário da ONU no país explica que as famílias estão buscando água em fontes que não são seguras, aumentando o risco de doenças que podem ser fatais; violência aumenta no noroeste do país e pelo menos três crianças foram mortas esta semana. 

As Nações Unidas estão alertando para a falta de acesso a serviços básicos na Síria, principalmente no setor da água. O coordenador residente e humanitário da ONU no país está fazendo um apelo ao fim das interrupções de abastecimento na estação de Alouk. 

Imran Riza explica que esta estação, no nordeste da Síria, fornece água potável para 460 mil pessoas, mas o abastecimento já foi interrompido pelo menos 24 vezes nos últimos 18 meses. 

Sírios foram a maioria dos reassentados este ano.
© Unicef/Omar Albam
Sírios foram a maioria dos reassentados este ano.

 Famílias Deslocadas 

Desde junho, a estação de água parou de funcionar devido à falta de energia e o acesso para que técnicos possam fazer reparos está reduzido. No total, 1 milhão de pessoas estão prejudicadas, incluindo muitas famílias que vivem em acampamentos para deslocados. 

Relatos indicam que muitos civis estão buscando água de fontes que não são seguras, aumentando os riscos dje doenças que podem ser fatais. As Nações Unidas alertam ainda para os impactos da falta de higiene e saneamento na contenção do coronavírus. 

Contenção da pandemia torna-se difícil
© Unicef/Forat Abdoullah
Contenção da pandemia torna-se difícil

 

Morte de Crianças  

O acesso às vacinas contra a Covid-19 está limitado na Síria, e sem água potável fica ainda mais difícil conter a transmissão do vírus.  

Os trabalhadores humanitários entregam, todos os dias, milhões de litros de água às famílias nas áreas afetadas. Mas a estação de Alouk ainda é a única fonte viável para quando as famílias precisam de água com urgência.   

A violência também está aumentando no noroeste do país. De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, pelo menos três crianças foram mortas durante esta semana em dois ataques separados.  

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud