Agência da ONU para Refugiados Palestinos lança apelo urgente de US$ 38 milhões
BR

19 maio 2021

Quantia será utilizada para atender comunidades de Gaza e da Cisjordânia afetadas pela atual onda de violência entre forças de Israel e militantes do movimento Hamas e outros grupos armados.

Com o agravamento dos confrontos entre Israel e a Faixa de Gaza, a Agência da ONU para Assistência a Refugiados Palestinos, Unrwa, resolveu lançar um apelo urgente de US$ 38 milhões para coordenar suas ações humanitárias na região.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira. Segundo a agência, a quantia servirá para necessidades mais urgentes da população afetada em Gaza e na Cisjordânia. 

Cerca de 800 mil pessoas não têm acesso regular a água potável em Gaza
Ocha/Samar Elouf
Cerca de 800 mil pessoas não têm acesso regular a água potável em Gaza

Manifestantes

Desde 10 de maio, os confrontos entre israelenses e o movimento Hamas, que comanda a Faixa de Gaza, se intensificaram com o lançamento de milhares de foguetes contra Israel e bombardeios de Israel à Faixa de Gaza.

O comissário-geral da Unrwa, Philippe Lazzarini, disse que está chocado com o número de mortes de civis e a perda de infraestrutura pela ofensiva. Segundo ele, existe um uso excessivo da força contra manifestantes na Cisjordânia incluindo o leste de Jerusalém. 

A agência da ONU aumentou o nível de resposta e por isso precisa de mais apoio financeiro para chegar aos afetados. O apelo urgente inclui prioridades como a entrega imediata de alimentos, itens não perecíveis, kits de saúde e atendimento psicossocial. 

Forças israelenses perto de um detector de metais recém-instalado na esquina da Rua Al Wad, na Cidade Velha de Jerusalém.
Mia Guarnieri / Irin
Forças israelenses perto de um detector de metais recém-instalado na esquina da Rua Al Wad, na Cidade Velha de Jerusalém.

Mulheres e crianças

O apoio abarca ainda medidas de proteção de grupos vulneráveis, crianças e mulheres, criação de abrigos e centros de reabilitação e outros elementos.
A Unrwa voltou a pedir a abertura dos cruzamentos entre os territórios palestinos e Israel para permitir a passagem de trabalhadores humanitárias e de auxílio para Gaza. Lazzarini afirmou que está esperando a aprovação de Israel sobre a solicitação.

Os palestinos que vivem na Cisjordânia incluindo Jerusalém Oriental estão enfrentando confrontos diários e tumultos em áreas urbanas, campos de refugiados e postos de controle além da crise de contaminação com a Covid-19.

O chefe da Unrwa disse que o confronto tem de acabar imediatamente. A escalada nos territórios palestinos é uma consequência direta da falha da comunidade internacional em resolver o conflito com a solução de dois Estados, um israelense e outro palestino vivendo lado a lado em paz. Nesta quinta-feira, a Assembleia Geral realiza uma reunião sobre o tema na sede da ONU em Nova Iorque.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud