Conselho de Segurança se reúne, pelo segundo dia, sobre violência em Jerusalém
BR

12 maio 2021

Os 15 países-membros fazem encontro a portas fechadas sobre escalada de confrontos entre Israel e o grupo Hamas, que controla Gaza, nos territórios palestinos; coordenador especial da ONU sobre o Processo de Paz no Oriente Médio diz que tensões podem levar à guerra.

O Conselho de Segurança da ONU está reunido na manhã desta quarta-feira em Nova Iorque para discutir o aumento da violência em Israel e Gaza. O encontro virtual é realizado a portas fechadas. 

Alvos

Segundo agências de notícias, pelo menos 1 mil foguetes foram lançados de Gaza contra alvos em Israel incluindo cidade de Tel Aviv, pelo menos seis pessoas morreram.

O primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, afirmou que o movimento islâmico Hamas, que controla Gaza, “pagaria um preço alto” pela ofensiva.

Nos últimos dois dias, forças israelenses realizaram centenas de bombardeios em Gaza matando mais de 40 pessoas.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse que está profundamente preocupado com a violência.

Mesquita em Jerusalém Oriental, um dia depois dos confrontos ocorridos entre a polícia israelense e palestinos na sexta-feira, 7 de maio de 2021
Yahya Arouri
Mesquita em Jerusalém Oriental, um dia depois dos confrontos ocorridos entre a polícia israelense e palestinos na sexta-feira, 7 de maio de 2021

Guerra

Já o enviado especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Tor Wennesland, pediu o fim imediato das ofensivas dizendo que a tensão pode levar à guerra de fato.

Ele afirmou que o custo de uma guerra em Gaza é arrasador e está sendo pago pelos moradores.

O enviado disse que líderes em todas as partes têm a responsabilidade de reduzir as tensões e acabar com a violência imediatamente.

O Escritório de Assistência Humanitária da ONU, Ocha, diz que a escalada da violência só piora a situação humanitária na região, mas principalmente em Gaza que sofre com a pandemia da Covi-19.

A nova onda de violência entre o movimento Hamas e as forças de Israel começou com protestos de palestinos em Jerusalém contra atividades de colonos israelenses.

António Guterres em encontro com Sergey Lavrov
Ministério das Relações Exteriores da Rússia.
António Guterres em encontro com Sergey Lavrov

Processo de paz 

Durante uma visita oficial a Moscou, nesta quarta-feira, o secretário-geral da ONU afirmou que a organização está totalmente comprometida com a revitalização do Quarteto para o Oriente Médio.

Ele fez a declaração numa entrevista à imprensa ao lado do chanceler do país, Sergei Lavrov. Guterres afirmou que a ONU tem um compromisso com todas as formas de diálogo por todas as partes e por outros atores que possam influenciar no processo de forma a apoiar os meios para acabar com as tensões e revitalizar o processo de paz.

Guterres disse que a nova onda de violência mostra como é importante o reinício efetivo do processo de paz, que é o único caminho para uma solução.

Segundo ele, é preciso promover a solução de dois Estados, um israelense e outro palestino, vivendo lado a lado pacificamente e em harmonia.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud