O português é uma língua de amizade, convívio e cumplicidades, diz presidente do Instituto Camões
BR

4 maio 2021

Embaixador João Ribeiro de Almeida fala da importância do idioma para o Dia Mundial da Língua Portuguesa; ele destaca o papel do português na música e artes; este ano, comemorações do Dia Mundial ocorrerão em 44 países e contam com pelo menos 150 atividades.

O Instituto Camões, criado em 1992, com sede em Lisboa, encarrega-se de ensinar o português pelos quatro cantos do globo.

Nos moldes de outros institutos de língua como Goethe, Cervantes, Cultura Inglesa e Aliança Francesa, o Camões tem promovido o idioma como língua de cultura, ciência e artes.

Oportunidade

Neste Dia Mundial da Língua Portuguesa, em 5 de maio, o presidente do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, João Ribeiro de Almeida, afirma que a data é uma oportunidade para melhor promover o idioma no mundo.

Falando à ONU News, de Lisboa, o embaixador lembrou a criação do Dia Mundial após uma declaração da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.   

Importância

O Instituto Camões promove o português pelo mundo há 29 anos
Camões, I.P.
O Instituto Camões promove o português pelo mundo há 29 anos

 

“Para satisfação dos muitos milhões que falam, nas mais diversas geografias do planeta, a nossa querida língua portuguesa, desde 2020 a celebrar a 5 de maio o seu Dia Mundial, por sugestão e depois consagração da Unesco, dentro do Sistema das Nações Unidas, é motivo para nós todos de muito orgulho, mas também de grande responsabilidade, para tratarmos bem a língua portuguesa e para melhor a promovermos e divulgarmos.”

A proclamação ocorreu uma década depois de o bloco lusófono ter instituído o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp.

Eventos

Segundo o Governo de Portugal, as comemorações este ano ocorrerão em 44 países e contam com pelo menos 150 atividades.

O presidente do Instituto Camões afirma que a língua portuguesa aproxima as pessoas e promove tolerância.

“É um patrimônio cultural partilhado, é uma riqueza na diversidade. É também uma língua de várias culturas e é uma cultura de várias línguas. Uma língua de convívio, de tolerância, de aproximação, de criatividade, de música, do fado à bossa nova, passando por tantos outros ritmos musicais, as mornas em Cabo Verde, as músicas em São Tomé e na Guiné, em Moçambique, em Timor-Leste, no Brasil, já falei da bossa nova.”

Falada num universo de 285 milhões de pessoas em quatro continentes, o português é língua oficial de nove países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Para o embaixador João Ribeiro de Almeida, o português também se destaca como língua de literatura, cinema e de cultura em geral.

“É uma língua de patrimônio. Este Dia Mundial da Língua é um reconhecimento que advém da importância que assumiram os universos por via dela criados, por todos aqueles que a foram edificando e disseminando em tantos domínios da atividade humana e em cada canto do mundo. É também uma língua de unidade. Foi uma língua de resistência no passado, mas é sobretudo uma língua de amizade, convívio e cumplicidades.”

O português é também língua oficial em Macau, na China, e falado como língua materna ou língua de herança por pelo menos 7 milhões de pessoas na diáspora, segundo dados do Instituto Internacional de Língua Portuguesa, Iilp, que tem sede em Cabo Verde.

Nas Nações Unidas, Cabo Verde, que ocupa a presidência rotativa da Cplp, presidirá um evento com acadêmicos e funcionários da ONU, na tarde de 5 de maio.

Camões - Instituto da Cooperação e da Língua celebra o Dia Mundial da Língua Portuguesa
Camões - Instituto da Cooperação e da Língua
Camões - Instituto da Cooperação e da Língua celebra o Dia Mundial da Língua Portuguesa

Mensagem do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Leia a íntegra da mensagem do Embaixador João Ribeiro de Almeida, presidente do Camões:

“Para satisfação dos muitos milhões que falam, nas mais diversas geografias do planeta, a nossa querida língua portuguesa, desde 2020 a celebrar a 5 de maio o seu Dia Mundial, por sugestão e depois consagração da Unesco, dentro do sistema das Nações Unidas, é motivo para nós todos de muito orgulho, mas também de grande responsabilidade, para tratarmos bem a língua portuguesa e para melhor a promovermos e divulgarmos. 
É um patrimônio cultural partilhado, é uma riqueza na diversidade. É também uma língua de várias culturas e é uma cultura de várias línguas. Uma língua de convívio, de tolerância, de aproximação, de criatividade, de música, do fado à bossa nova, passando por tantos outros ritmos musicais, as mornas em Cabo Verde, as músicas em São Tomé e na Guiné, em Moçambique, em Timor-Leste, no Brasil, já falei da bossa nova.
Mas é também uma língua de literatura e de cinema e de cultura em geral. É uma língua de patrimônio. Este Dia Mundial da Língua é um reconhecimento que advém da importância que assumiram os universos por via dela criados, por todos aqueles que a foram edificando e disseminando em tantos domínios da atividade humana e em cada canto do mundo. 
É também uma língua de unidade. Foi uma língua de resistência no passado, mas é sobretudo uma língua de amizade, convívio e cumplicidades.
Neste Dia Mundial da Língua Portuguesa, envio um abraço fraterno, em português, para todos.”
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud