Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho foca em preparação para crise 
BR

28 abril 2021

Pandemia de Covid-19 teve impactos profundos incluindo nos locais de trabalho; mudanças como o trabalho remoto apresentam muitas oportunidades, mas também riscos.  

Esta quarta-feira, 28 de abril, as Nações Unidas marcam o Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho.  

Esse ano, o tema é “Antecipar, preparar e responder às crises - investir agora em sistemas de segurança e saúde ocupacional resilientes”.  

Importância 

Desde que emergiu como uma crise global no início de 2020, a pandemia de Covid-19 teve impactos profundos em todos os lugares. 

Pai cuidando do filho enquanto trabalha, em Madagáscar
Banco Mundial/Henitsoa Rafalia
Pai cuidando do filho enquanto trabalha, em Madagáscar

A crise atingiu quase todos os aspectos do mundo laboral, desde o risco de transmissão do vírus até ameaças à segurança e à saúde ocupacional que surgiram como resultado de medidas para mitigar a propagação da doença.  

Mudanças para novas formas de arranjos de trabalho, como a ampla dependência do teletrabalho, têm apresentado muitas oportunidades, mas também representam riscos, incluindo riscos psicossociais e violência em particular. 

O tema deste ano examina como a crise atual demonstra a importância de fortalecer esses sistemas, incluindo os serviços de saúde ocupacional, tanto em nível nacional como empresarial. 

A Organização Internacional do Trabalho, OIT, aproveitará esta oportunidade para aumentar a conscientização e estimular o diálogo sobre a importância de criar e investir em sistemas resilientes, com base em exemplos regionais e nacionais na mitigação e prevenção da Covid-19 no local de trabalho. 

História 

Em 2003, a OIT começou a comemorar o Dia Mundial com o objetivo de destacar a prevenção de acidentes e doenças.  

A celebração faz parte da Estratégia Global de Segurança e Saúde Ocupacional da agência, aprovada em 2003. Um dos principais pilares da estratégia é a advocacia, com a data servindo para aumentar a conscientização sobre o tema.  

O dia 28 de abril é também o Dia Internacional da Comemoração dos Trabalhadores Mortos e Feridos, organizado mundialmente pelo movimento sindical desde 1996. 

Esforços 

Segundo a OIT, todos são responsáveis por impedir mortes e ferimentos no trabalho. 

Os governos devem criar a infraestrutura, como leis e serviços, necessária para garantir que os trabalhadores continuem empregáveis ​​e que as empresas prosperem, como uma política nacional e um sistema de inspeção. 

Trabalhadora em fábrica em Zhejiang, na China
OIT
Trabalhadora em fábrica em Zhejiang, na China

Os empregadores devem garantir que o ambiente de trabalho é seguro e saudável. Já os trabalhadores, têm a responsabilidade de atuar com segurança, não pôr em perigo os outros, conhecer seus direitos e participar na implementação de medidas preventivas. 

Riscos 

Segundo a OIT, existem sempre novos riscos, que podem ser causados ​​por inovação técnica ou por mudança social ou organizacional.  

A agência dá o exemplo de novas tecnologias e processos de produção, novas condições de trabalho e formas emergentes de emprego.  

Estes riscos podem ganhar destaque com uma melhor compreensão científica, por exemplo, os efeitos dos riscos ergonômicos, ou mudanças nas percepções sobre a importância de certos fatores de risco, como os efeitos dos fatores psicossociais no estresse relacionado ao trabalho. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud