ONU marca Dia da Criatividade e Inovação celebrando com foco em economia criativa
BR

21 abril 2021

Este também é o Ano Internacional da Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável; para Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, setor de serviços, empreendedorismo e diversidade cultural são beneficiados pela indústria criativa.

Várias agências da ONU celebram neste 21 de abril o Dia da Criatividade e Inovação. As comemorações são dirigidas pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, e pela Unesco.

Participam ainda a Organização Mundial do Comércio, OMC, a Organização Mundial de Propriedade Intelectual, Ompi, e a Unido.

ITU/D. Procofieff
Eventos pelo mundo pretendem aumentar a consciência e a compreensão sobre direitos de propriedade de invenções

Ano Internacional

A economia criativa inclui produtos audiovisuais, desenho, artigos de mídia e artes e forma um dos setores mais transformadores da economia mundial em termos de geração de renda, criação de postos de trabalho e receitas de exportação.

Segundo a Unesco, as indústrias criativas devem ser parte de estratégias de crescimento econômico, e estão entre as mais dinâmicas do setor da economia mundial gerando US$ 2,25 bilhões por ano e 29,5 milhões de postos de trabalho em todo o mundo.

Neste 2021, a data coincide com o Ano Internacional da Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável.

Mais de 14 meses após o surgimento do vírus da Covid-19, na cidade de Wuhan, na China, a economia criativa se mostra uma parte crítica para o cumprimento da agenda de desenvolvimento sustentável.

Com o setor da cultura sendo um dos mais atingidos pela pandemia, a Unesco lançou um movimento global ResiliArt com profissionais de todo o mundo para assegurar o diálogo, a troca de dados e a defesa da arte.

© Li Ziwei, 2020
Desenho desenvolvido pelo Instituto de Design de Wuhan durante a pandemia de Covid-19

Interpretação

A secretária-geral interina da Unctad, Isabelle Durant, afirma que o confinamento social causado pela pandemia destaca o valor da economia criativa para diversificação e inovação.

A Unctad lembra ainda que não existe um consenso universal sobre criatividade e que o conceito é aberto à interpretação de expressões artísticas e de solução de problemas num contexto socioeconômico e de desenvolvimento sustentável.

A agência da ONU afirma que a criatividade e a inovação se tornaram a verdadeira riqueza das nações no século 21, de acordo com as conclusões da edição especial do Relatório sobre Economia Criativa.

Para a Unesco, a cultura é um componente essencial do desenvolvimento sustentável e representa uma fonte de identidade, inovação e criatividade para indivíduos e comunidades, além de promover entendimento, e diálogo entre os povos.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud