20 abril 2021

Em nota, secretário-geral António Guterres afirma que ex-chefe de Estado era um parceiro-chave das Nações Unidas e contribuiu para a estabilidade regional na África. 

As Nações Unidas expressaram seus pêsames ao povo e ao Governo do Chade pela morte do presidente do país, Idriss Déby Itno, aos 68 anos.  

Segundo agências de notícias, ele morreu durante confrontos com rebeldes no norte da nação africana.  

Sahel  

O secretário-geral António Guterres expressou “profundas condolências” à família do presidente Idriss Déby Itno assim como ao país pelo falecimento.  

Ocha/Federica Gabellini
ONU reitera que permanece ao lado do povo do Chade em seus esforços de construir um futuro pacífico e próspero

 

Em nota, Guterres disse que o presidente era um parceiro chave das Nações Unidas e que contribuiu de forma significativa para a estabilidade regional, especialmente nos esforços de combater o terrorismo, o extremismo violento e o crime organizado na região africana do Sahel.  

O assassinato ocorreu apenas um dia após os resultados provisórios das eleições presidenciais serem anunciados e que indicavam que o presidente seria conduzido a um sexto mandato. 

Futuro pacífico  

Agências de notícias informam que com a crise, o governo e o Parlamento foram dissolvidos no país que está agora sob toque de recolher.   

Na nota emitida pelo seu porta-voz, o chefe da ONU afirmou que nesses tempos difíceis, a organização permanece ao lado do povo do Chade em seus esforços de construir um futuro pacífico e próspero. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud