Encontro na ONU discute como alimentar uma população em crescimento 
BR

20 abril 2021

Sessão da Comissão sobre População e Desenvolvimento começou esta segunda-feira, em Nova Iorque; em todo o mundo, havia 690 milhões de subnutridos mesmo antes da Covid-19; mas a crise pode ter elevado este número entre 83 milhões e 132 de milhões a mais.  

A 54ª sessão da Comissão sobre População e Desenvolvimento da ONU foi aberta em Nova Iorque na segunda-feira. “População, segurança alimentar, nutrição e desenvolvimento sustentável” é o tema deste ano. 

O encontro analisa como o Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, Icpd na sigla em inglês, pode ajudar a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.  

Desenvolvimento 

O embaixador de Burkina Fasso, Yemadaogo Eric Tiare, preside a Comissão este ano. Participaram do evento, a diretora-executiva do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, Natalia Kanem, e o diretor da Divisão de População do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, Desa, John Wilmoth,  

ONU Mulheres/Ryan Brown
A diretora-executiva do Unfpa, Natalia Kanem.

Natalia Kanem pediu que “não haja obstáculos a um grande consenso de que a segurança alimentar e a nutrição sustentam todos os ODSs e são essenciais para a dignidade e o bem-estar humanos.” 

Antes da pandemia, o mundo tinha 690 milhões de pessoas subnutridas, mas com a crise da Covid-19, este número pode ter subido entre 83 milhões e 132 milhões a mais de pessoas. 

Impacto 

A chefe do Unfpa também destacou o impacto da pandemia de Covid-19, dizendo que as mulheres estão sendo mais afetadas. Para ela, a crise oferece lições de como reconstruir melhor para todos.  

Em declarações à ONU News, a diretora do Escritório do Unfpa em Genebra, Mónica Ferro, lembrou que Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento foi aprovado em 1994 e estabelece várias prioridades.  

“O Programa de Ação estabeleceu que os direitos, a saúde sexual reprodutiva, o empoderamento das mulheres e a igualdade de gênero eram fundamentais para o bem-estar das nações e das suas populações. A sua implementação é chave também para a realização do desenvolvimento sustentável até 2030. Vamos ouvir falar sobre como a insegurança alimentar e a má nutrição aumentaram durante a pandemia e isso veio provocar um ambiente mais tenso e exacerbar a violência com base no gênero e o casamento infantil. A má nutrição tem também um impacto negativo sob as gravidezes e a saúde dos recém-nascidos comprometendo a saúde ao longo da vida.” 

ONU News/Daniela Gross
Mónica Ferro, Diretora do Escritório de Genebra do Fundo das Nações Unidas para a População

Encontro de Cúpula 

A Icpd deve ajudar a preparar o Encontro de Cúpula dos Sistemas Alimentares, que o secretário-geral da ONU convocou para setembro.  

Mais de 3 bilhões de pessoas, no mundo, não podem comprar alimentos para uma dieta saudável e nutritiva.  

Mais de 20% das crianças menores de cinco anos têm problemas de desenvolvimento e 7% enfrentam desnutrição aguda.  

Cerca de 6% dos menores de cinco anos e 39% dos adultos estão acima do peso.  

Em todo o globo, apenas 19% das crianças com idade entre 6 e 23 meses comem uma dieta minimamente aceitável. 

Segundo a ONU, dietas que não são saudáveis são a causa de mais mortes de adultos e de deficiências de pessoas que o uso do tabaco. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Portugal destaca importância de agricultura familiar para sistemas alimentares sustentáveis 

Iniciativa em parceria com Nações Unidas marca presidência portuguesa do Conselho da União Europeia; setor agrícola responde pela produção de mais de 80% dos alimentos do mundo em termos de valor.