Chefe ONU presta tributo ao legado do príncipe Philip, que morreu aos 99 anos 
BR

9 abril 2021

Em nota, secretário-geral, António Guterres, homenageou o trabalho ativo do marido da Rainha Elizabeth II, do Reino Unido, para melhorar a humanidade; ele também elogiou a dedicação do príncipe a mais de 800 organizações de caridade 

As Nações Unidas emitiram uma nota de pesar pela morte do príncipe Philip, do Reino Unido 

O secretário-geral da ONU, António Guterres, expressou tristeza pelo falecimento do marido da Rainha Elizabeth II e enviou condolências à monarca e ao povo britânico. 

Caridade 

Segundo agências de notícias, a morte do Duque de Edimburgo, aos 99 anos, foi anunciada pelo Palácio de Buckingham, informando que o príncipe havia morrido durante a manhã no Castelo de Windsor. 

Foto ONU/Mark Garten
Rainha Elizabeth assina livro de honra na sede da ONU em Nova Iorque, acompanhada pelo príncipe Philip

Na nota, o secretário-geral da ONU lembrou que o duque apoiou a rainha por mais de 60 anos.  

Guterres também prestou tributo “à dedicação do duque como patrono de 800 organizações de caridade” especialmente aquelas dedicadas ao esporte, à educação e à indústria. 

Para o chefe da ONU, o príncipe Philip trabalhou ativamente para a melhora da humanidade. 

O duque de Edimburgo foi casado com a rainha Elizabeth II por 73 anos. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Secretário-geral emite nota de pesar pela morte do presidente da Tanzânia

John Pombe Joseph Magufuli morreu, na quarta-feira, aos 61 anos; vice-presidente irá se tornar a primeira mulher a liderar o país africano cumprindo o resto do mandato de cinco anos.