ONU destaca importância de justiça social na economia digital  BR

Tecnologias digitais estão mudando mundo do trabalho
a2i
Tecnologias digitais estão mudando mundo do trabalho

ONU destaca importância de justiça social na economia digital 

Desenvolvimento econômico

Dia Mundial da Justiça Social ressalta desafios no ambiente laboral em tempos de pandemia; Nações Unidas lembram impacto da crise de saúde que expôs divisões digitais aprofundando desigualdades já existentes. 

Este ano, as Nações Unidas estão pedindo por mais justiça na economia digital marcando o Dia Mundial da Justiça Social, neste 20 de fevereiro. 

Segundo a organização, esta economia está transformando o mundo do trabalho. Na última década, a expansão da conectividade de banda larga, computação em nuvem e dados levaram à proliferação de plataformas digitais, que penetraram em vários setores da economia e da sociedade. 

Pandemia 

Desde o início de 2020, as consequências da pandemia levaram a acordos de trabalho remoto e permitiram a continuação de muitas atividades empresariais, reforçando ainda mais o crescimento e o impacto da economia digital. 

Antes da pandemia, 260 milhões de pessoas já trabalhavam a partir de casa
ONU News/ Daniel Dickinson
Antes da pandemia, 260 milhões de pessoas já trabalhavam a partir de casa

A crise também revelou e aumentou divisões digitais, dentro e entre países, especialmente em termos de disponibilidade, acessibilidade e uso de tecnologias de informação, aprofundando desigualdades existentes. 

Desafios 

Embora estas plataformas oferecem oportunidades de renda e benefícios de trabalho flexíveis, também apresentam desafios. 

Entre as dificuldades para trabalhadores, estão a regularidade do trabalho, direitos a condições laborais justas, proteção social, utilização de capacidade e direito de formar ou filiar-se em sindicatos. Práticas de monitoramento algorítmico, que em alguns casos aumentam a vigilância no local de trabalho, também são uma preocupação crescente. 

Para empresas tradicionais, os desafios incluem a concorrência desleal de plataformas. Algumas delas não estão sujeitas a impostos tradicionais e outras obrigações, devido à sua natureza inovadora. Outro desafio é a necessidade de recursos para se adaptar continuamente às transformações digitais, especialmente para pequenas e médias empresas. 

Novo coronavírus destacou e exacerbou desigualdades, incluindo a exclusão digital.
Banco Mundial/Simone D. McCourtie
Novo coronavírus destacou e exacerbou desigualdades, incluindo a exclusão digital.

Muitos países começaram a abordar algumas destas questões, mas a ONU defende mais diálogo e coordenação de políticas em nível internacional, uma vez que estas plataformas operam em várias jurisdições. 

Data 

Foi em 2007 que a Assembleia Geral aprovou uma resolução declarando o dia 20 de fevereiro como o Dia Mundial da Justiça Social. 

Segundo a OIT, o crescimento do emprego desde 2008 foi em média de apenas 0,1% ao ano, em comparação com 0,9% entre 2000 e 2007. 

Mais de 60% de todos os trabalhadores não têm qualquer tipo de contrato laboral. E menos de 45% dos trabalhadores assalariados e assalariados estão empregados em tempo integral e permanente. 

Em 2019, mais de 212 milhões de pessoas estavam sem trabalho, contra 201 milhões nos anos anteriores. 

Segundo a agência, cerca de 600 milhões de novos empregos precisam ser criados até 2030, apenas para acompanhar o crescimento da população em idade ativa.