ONU marca 10º aniversário do Dia Mundial do Rádio  BR

Crianças em Espanha fazendo programa de rádio que serve uma comunidade de Sevilha
Kim Manresa/Educo NGO
Crianças em Espanha fazendo programa de rádio que serve uma comunidade de Sevilha

ONU marca 10º aniversário do Dia Mundial do Rádio 

Assuntos da ONU

Comemorações destacam capacidade de adaptação do veículo de comunicação que chega a mais de 70% da população mundial; em 2012, data foi adotada para celebração internacional pela Assembleia Geral das Nações Unidas. 

As Nações Unidas marcam este sábado, 13 de fevereiro o 10º aniversário do Dia Mundial do Rádio e os 110 anos deste meio de comunicação. 

O lema das comemorações é "Novo Mundo, Novo Rádio", fazendo uma homenagem à capacidade de adaptação perpétua do meio, ao ritmo de transformações sociais e novas necessidades dos ouvintes. 

Importância 

A data celebra o rádio como parte da história da humanidade, acompanhando os vários desenvolvimentos na sociedade e adaptando seus serviços. 

Conforme o mundo muda, o rádio também muda. Durante a pandemia de Covid-19, o rádio possibilitou, por exemplo, garantir a continuidade do aprendizado e combater a desinformação.

Favour, de 11 anos, dos Camarões, teve sua escola destruída e tem aulas pelo rádio
Unicef/Salomon Marie Joseph Beguel
Favour, de 11 anos, dos Camarões, teve sua escola destruída e tem aulas pelo rádio

Acessível em qualquer lugar e a qualquer hora, o rádio atinge um amplo público. Dados da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, indicam que o veículo chega a mais de 75% da população em países em desenvolvimento. 

Segundo a agência, o rádio “apresenta-se como uma arena onde todas as vozes podem ser expressas, representadas e ouvidas, por isso o rádio ainda é o meio mais consumido em todo o mundo hoje.” 

Em mensagem sobre o dia, a diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, disse que “mais do que nunca, o mundo precisa desse meio humanista universal, vetor de liberdade.” 

Segundo ela, sem o rádio, “o direito à informação e à liberdade de expressão e, com eles, as liberdades fundamentais seriam fragilizadas, assim como a diversidade cultural, já que as rádios comunitárias são as vozes dos que não têm voz. " 

Evolução, inovação e conexão 

Para marcar a data, a Unesco convida estações de rádio de todo o mundo a celebrar três subtemas: evolução, inovação e conexão.  

O subtema da evolução se refere à resiliência do meio, que seguiu as mudanças do mundo por mais de um século, evoluindo com ele. Transmissões em direto marcaram uma era, vozes e música acompanharam o dia a dia de todos e debates abriram mentes.  

Sobre inovação, a Unesco diz que o mundo muda e o rádio se adapta e inova. O rádio teve que se adaptar às novas tecnologias para permanecer o meio de mobilidade preferido, acessível em qualquer lugar e para todos. 

A data celebra o rádio como parte da história da humanidade
Unama/Fardin Waezi
A data celebra o rádio como parte da história da humanidade

Considerando que o rádio de ontem era simplesmente um transistor em nossas mesas de cozinha, hoje em dia o progresso tecnológico e a digitalização tornaram possível a adaptação a novos comportamentos e estilos de vida. 

Já o subtema da conexão destaca os serviços que o rádio presta à sociedade, durante desastres naturais, socioeconômicos crises, epidemias, entre outros. Não importa o evento, o rádio faz anúncios de serviço público, alertas e transmissões, serviços e soluções para melhor atender às necessidades dos ouvintes. 

Celebração 

O Dia Mundial da Rádio foi proclamado pela Organização das Nações para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, em 2011. 

No ano seguinte, a data foi adotada para celebração internacional pela Assembleia Geral das Nações Unidas.