Brasil: doação da Opas reforça combate à Covid-19 no Amazonas
BR

5 fevereiro 2021

Autoridades da saúde estaduais e municipais atuam com o braço regional da OMS em áreas como vigilância, apoio técnico e vacinação; estado brasileiro somou mais de 267 mil infectados até finais de janeiro; comunidades remotas também estão na mira do novo impulso dado a vários países das Américas. 

Cilindros de oxigênio, oxímetros, termômetros e testes de diagnóstico de Covid-19 fazem parte do lote de insumos e equipamentos doados pela Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, ao estado do Amazonas e ao município de Manaus, no Brasil.

Uma das metas é monitorar as condições de saúde dos pacientes com o total de 4,6 mil oxímetros que foram entregues. Cerca de 45 cilindros de oxigênio serão destinados a unidades de saúde estaduais  que também receberão 1,5 mil termômetros. 

FMI/Raphael Alves
Porto de Manaus, Brasil

Comunidades 

A entrega envolveu ainda 60 mil testes rápidos para o diagnóstico da Covid-19. A Opas anunciou a entrega destes suprimentos a vários países das Américas para facilitar a identificação de infectados, inclusive em comunidades de difícil acesso. 

Este ano, pelo menos 1,4 mil novos casos de Covid-19 foram notificados no estado do Amazonas, totalizando 267.394 infectados pela doença. Além disso, 8.117 pessoas perderam a vida devido à pandemia, segundo dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas. 

O apoio técnico da Opas ao estado inclui a contratação de 46 trabalhadores para garantir a operação do laboratório central durante 24 horas por dia. Nessa área, a cooperação acontece na preparação de orientações técnicas e no treinamento sobre a execução adequada dos testes rápidos de antígenos. 

A Opas presta auxílio ao sistema de saúde e na gestão das autoridades sanitárias locais, incluindo na orientação técnica para o uso de equipamentos.   

Opas/Karen González
Para a Opas, é necessário ainda incluir as comunidades e as famílias dos pacientes em programas de saúde

Imunização 

Com o apoio especializado do braço da OMS ao Amazonas, o Comitê Central de Gestão de Crises executa o plano de imunização e trabalha com informações sobre logística. 

Na área de vigilância, a Opas ajuda a analisar óbitos domiciliares,  na implementação de um sistema de informação para registrar dados de vacinação e na coleta e análise de dados. 

Outra área de colaboração é a criação de rotinas automatizadas, permitindo uma rápida análise da situação e a tomada de decisões de forma atempada relacionadas  ao combate à pandemia. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Região das Américas ultrapassa 1 milhão de mortos por Covid-19 

Mais de 44 milhões de pessoas já foram infectadas, incluindo 2 milhões na semana passada; economistas do FMI pedem ações governamentais decisivas para distribuição rápida e abrangente de vacinas. 

Organização Pan-Americana da Saúde reforça equipes em Manaus contra pandemia

Maria Almiron, coordenadora de Vigilância, Preparação e Resposta a Emergências e Desastres da Opas e da Organização Mundial da Saúde no Brasil explica como a agência da ONU, em Manaus, está apoiando os esforços de autoridades locais, estaduais e federais. O estado do Amazonas vive uma crise de saúde com o aumento do número de casos e mortes pela Covid-19.