Agência da ONU para o Meio Ambiente pede melhor gestão de fósforo  
BR

5 janeiro 2021

Segundo Pnuma, substância usada em fertilizantes danifica lagos, rios e ecossistemas costeiros; aumento da demanda, diminuição das reservas e restrições geopolíticas também podem resultar num declínio substancial do recurso.  

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, e aliados como a Parceria Global Para Gestão Global de Nutrientes estão pedindo uma melhor gestão do fósforo para benefício das pessoas e do planeta. 

Segundo a agência, elevar a reciclagem do fósforo pode aumentar a segurança alimentar, ao mesmo tempo que reduz os impactos no meio ambiente. 

Uso de fertilizantes com fósforo na agricultura é um dos maiories problemas, Unep Grid Arendal/Riccardo Pravettoni

Lagos e rios 

Durante décadas, fertilizantes sintéticos foram usados ​​ para aumentar o rendimento das colheitas. Mas agora, os especialistas dizem que demasiado fósforo está sendo adicionado ao solo, contribuindo para a poluição de nutrientes em lagos, rios e ecossistemas costeiros. 

Onde o seu uso tem sido alto, a poluição das águas levou a um processo denominado eutrofização, que causa florescimento de algas nocivas, que agora podem ser vistas do espaço, e contribuem para a perda de biodiversidade em escala global. 

Um estudo citado pelo Pnuma revela que o aumento da demanda, diminuição das reservas e restrições geopolíticas podem resultar num declínio substancial na produção e no fornecimento de fertilizantes químicos de fósforo. 

Esforços Segundo Pnuma 

O Pnuma faz parte do projeto O Nosso Futuro de Fosforo, coordenado pelo Centro do Reino Unido para Ecologia e Hidrologia. O projeto reúne especialistas de todo o mundo para identificar soluções para esse problema. 

Segundo o especialista do projeto Bryan Spears, “a comunidade científica está unida na necessidade de enfrentar o desafio global do fósforo.” 

Spears diz que, além de melhorar a agricultura e reciclar resíduos, o alto consumo de carne é uma grande causa do uso insustentável de nutrientes. Ele afirma que “o compromisso de governos, consumidores e indústria no desenvolvimento de um futuro de fósforo mais sustentável é fundamental.” 

Pnuma diz que o problema tem um impacto na produção de alimentos, ONU Argentina

Propostas 

O Pnuma destaca uma série de ações prioritárias que podem resolver este problema. 

Primeiro, é preciso melhorar a gestão de fertilizantes e minimizar a erosão do solo, escoamento e a transmissão de fósforo para a água. Também devem entrar em prática abordagens de gestão de bacias hidrográficas. 

Devem ainda ser criados mercados para produtos de fósforo reciclados, aperfeiçoar a produção de gado e safras sem uso desta substância e reduzir o consumo de mercadorias que exigem o uso intenso deste produto.  

Segundo o Pnuma, “a adoção mais ampla de dietas saudáveis ​​com quantidades baixas a moderadas de carne e laticínios pode reduzir radicalmente a demanda por fertilizantes minerais e melhorar a saúde humana.” 

A agência afirma que é necessário aumentar a conscientização, transparência e compromisso político para monitorar, avaliar e atuar nas questões de segurança. 

O secretário-geral da ONU, António Guterres, convocou uma Cúpula de Sistemas Alimentares para 2021.  

O evento deve servir para lançar novas ações para transformar a maneira como o mundo produz e consome alimentos. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Agência da ONU teme que branqueamento de corais “se torne normal”

Em relatório, divulgado este mês, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, diz que tendência se acentuou em 2014 por causa do excesso de calor naquele ano; fenômeno começou no Pacífico e se espalhou rapidamente pelos Oceanos Índico e Atlântico.