Brian Urquhart, ex-conselheiro de secretários-gerais da ONU, morre aos 101 anos 
BR

4 janeiro 2021

Em nota, atual secretário-geral António Guterres prestou tributo ao funcionário fundador das Nações Unidas dizendo que ele esteve no “centro de eventos globais”; Urquhart publicou livro de memórias falando de otimismo e chance de mudar o mundo. 

As Nações Unidas lamentaram o falecimento do ex-funcionário da organização, Brian Urquhart, que morreu no sábado aos 101 anos de idade. 

Ele foi o segundo servidor contratado pela organização, na qual ingressou em 1945.  

Operações de paz 

Urquhart atuou como conselheiro de cinco secretários-gerais, a partir do primeiro Trygve Lie. 

Veterano da Segunda Guerra Mundial, ele dirigiu 13 operações de paz e ajudou a recrutar 10 mil boinas-azuis em 23 países.  

Urquhart também participou do lançamento da primeira operação de paz da organização e teve um papel decisivo na criação da Agência Internacional de Energia Atômica. 

Em nota, o secretário-geral António Guterres afirmou que o ex-funcionário esteve no centro de eventos globais, que moldaram o destino do mundo nas últimas décadas. 

Memórias 

Ele também expressou profunda tristeza e deu os pêsames à família daquele que chamou um "funcionário lendário e de longa data das Nações Unidas". 

Brian Urquhart se aposentou em 1986 após uma carreira de 41 anos na ONU. 

Neste vídeo, ele comenta o que o inspirou a trabalhar na organização. 

Segundo ele, a decisão a tomar é difícil. A pessoa pode decidir ter uma vida tranquila se dedicando à família ou se deslocar até o centro de um conflito e fazer o que é preciso fazer para alcançar a paz. 

Em suas memórias, ele lembra que os envolvidos na formação das Nações Unidas eram “todos otimistas” porque acreditavam “na possibilidade de organizar um mundo pacífico e justo.” 

Segundo o secretário-geral, Urquhart “manteve esse otimismo ao longo de sua vida, moldando as Nações Unidas e a própria história.” 

Jovens 

António Guterres disse que, ao longo das décadas, o envolvimento do funcionário “em assuntos globais continuou bem depois do fim de sua carreira na ONU por meio de extensos escritos que incluíram biografias definitivas de Dag Hammarskjöld e Ralph Bunche”, secretário-geral e subsecretário-geral da organização. 

Guterres falou do papel de Brian Urquhart como “mentor de funcionários da ONU e de inúmeros jovens em busca de suas carreiras.”  

Ele agradeceu a Urquhart pelas “contribuições brilhantes e incomparáveis” às Nações Unidas. 

Foto ONU/Mark Garten
Brian Urquhart foi o segundo funcionário contratado pela organização em 1945

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud