Mundo teve a década mais quente da história entre 2011 e 2020, diz OMM
BR

28 dezembro 2020

Organização Meteorológica Mundial informa que este ano será um dos três mais quentes desde o início dos registros; nem mesmo efeitos do La Niña foram suficientes para diminuir os níveis de calor deste ano.

2020 deve encerrar a década mais quente da história, segundo a Organização Meteorológica Mundial. O calor excepcional deve-se ao fenômeno La Niña, que impactou os padrões de temperatura em várias partes do mundo.

Segundo as previsões, o pico pode ocorrer este ano ou em janeiro seguindo até o início de 2021. 

OMM/Jordi Anon
OMM acredita que 2020 será um dos três anos mais quentes da história a partir do início dos registros

Banco de dados

Desde 2016 não se via temperaturas tão altas. A OMM acredita que 2020 será um dos três anos mais quentes da história a partir do início dos registros.

O chefe da OMM, Petteri Taalas lembra que a forte onda de calor coincide com o fenômeno El Niño, como foi o caso em 2016.
Este ano, o La Niña, que tem um efeito de resfriar um pouco a temperatura global, se comportou diferente e não foi suficiente para conter o calor em 2020.

Os cálculos finais dos níveis de temperatura este ano, e que têm por base cinco bancos de dados, devem ser compilados num relatório a ser divulgado em março do próximo ano.

Foto ONU/Kibae Park
Reservas de carbono protegidas retinham 10% das emissões globais anuais de gases de efeito estufa

União Europeia, Japão e Nasa

Um estudo preliminar sobre o Estado do Clima, publicado em 2 de dezembro, indica que 2020 segue sendo o ano mais quente até o momento, ficando atrás de 2016 e na frente de 2019. Os dados são de janeiro a outubro.

A OMM afirma que o calor continuou pelo mês de novembro, com base nos relatórios do Serviço de Mudança Climática da União Europeia Corpernicus, da Agência de Meteorologia do Japão e da Agência Espacial American, Nasa. A diferença entre os três anos mais quentes do ano pode variar com a chegada de novos dados para o ano inteiro.

Desde a década de 80, a temperatura vem aquecendo a cada período de 10 anos. E a tendência é de níveis recordes de calor para os próximos anos. Uma das consequências é o efeito estufa. A média global de temperatura é de 1.2 °C acima do nível pré-industrial (1850-1900). Mas existe uma probabilidade de 1 em 5 desta média passar de 1.5 °C até 2024. Todos os seis anos mais quentes da história ocorrem a partir de 2015.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Projeções indicam piora e agências da ONU preparam enfrentamento ao La Niña

Fenômeno climático deve afetar temperaturas, chuvas e tempestade até 2021; Estados Unidos dizem que efeitos podem durar até março; Organização Metereológica Mundial, OMM, aborda mitigação em regiões incluindo Pacífico, Sudeste Asiático e África Oriental.

O que é a Rede Zero Carbono e qual a sua importância?  

A Rede Zero significa que não adicionaremos novas emissões à atmosfera. As emissões de dióxido de carbono, CO2, continuarão, mas serão equilibradas pela absorção de uma quantidade equivalente da atmosfera.