Duas agências da ONU se unem para promover comunidades e cidades digitais BR

Metade da população global vive em centros urbanos, ou 3,5 bilhões de pessoas
Diogo Moreira/Governo de Sao Paulo
Metade da população global vive em centros urbanos, ou 3,5 bilhões de pessoas

Duas agências da ONU se unem para promover comunidades e cidades digitais

ODS

Metade da população global vive em centros urbanos, ou 3,5 bilhões de pessoas; ONU estima que até, 2050 este número poderá subir para 5 bilhões; iniciativa reúne governos, sociedade civil, setor privado e acadêmicos.

A União Internacional de Telecomunicações, UIT, e o Programa da ONU para Assentamentos Humanos, ONU-Habitat, firmaram um acordo para promover a transformação digital das cidades.

A parceria quer promover inclusão social, desenvolvimento sustentável dos centros urbanos e os direitos humanos.

Parceria quer promover inclusão social, desenvolvimento sustentável dos centros urbanos e os direitos humanos
ONU Habitat/Julius Mwelu
Parceria quer promover inclusão social, desenvolvimento sustentável dos centros urbanos e os direitos humanos

Cidades inteligentes

Atualmente, metade da população mundial vive em cidades, ou seja: 3,5 bilhões de pessoas. Mas este número pode chegar a 5 bilhões já em 2050.

Participam da cooperação das duas agências da ONU, acadêmicos, governos, sociedade civil e o setor privado. 

A iniciativa quer incentivar o investimento responsável e financiar as chamadas cidades inteligentes, diálogo inclusivo e o suporte de tecnologias digitais.

O memorando de entendimento das duas agências: UIT e ONU-Habitat foi anunciado em 7 de dezembro durante o Fórum Virtual de Transformação Digital de Cidades e Comunidades.

Lacuna de gênero é de 17% no uso da internet em todo o mundo
ITU/G. Anderson
Lacuna de gênero é de 17% no uso da internet em todo o mundo

Pobreza e comunidades

As agências da ONU afirmaram que temas desde a mudança climática até a pandemia de Covid-19, as tecnologias de informação oferecem novas soluções para os desafios que as comunidades e as cidades enfrentam ao redor do mundo. 

O secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, disse que a nova cooperação está comprometida a reduzir a desigualdade e pobreza em comunidades assim como a necessidade de promover inclusão social e alcançar desenvolvimento sustentável urbano.

Já a diretora do ONU-Habitat, Maimunah Mohd Sharif, afirmou que as tecnologias digitais e dados oferecem escolhas e decisões baseadas em informação.

A iniciativa deve beneficiar todas as cidades com um indicador de performance par cidades sustentáveis inteligentes baseadas nos padrões de UIT, indicadores que foram adotados por mais de 100 cidades para avaliar o progresso das cidades e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.