Guterres alerta que crise da Covid-19 cria oportunidades para corrupção 
BR

9 dezembro 2020

Tema do Dia Internacional contra a Corrupção destaca impacto da pandemia com lema “Recuperar com Integridade”; secretário-geral afirmou que desenvolvimento de vacinas e tratamentos aumenta o risco de suborno e lucros abusivos. 

Esta quarta-feira, 9 de dezembro, marca o Dia Internacional contra a Corrupção. Destacando o impacto da pandemia de Covid-19, o tema desse ano é “Recuperar com Integridade”. 

Em mensagem sobre a data, o secretário-geral da ONU, António Guterres lembrou que, nos últimos anos, “a raiva e a frustração explodiram contra líderes e governos corruptos.” 

Presidente da Assembleia Geral destaca potencial de Parlamentos em conter a corrupção
Chefe da ONU alerta que supervisão pode ser mais fraca durante a crise, Pnud - Ucrânia

Descontentamento 

Em alguns países, as pessoas têm exigido justiça social e responsabilização. Segundo o chefe da ONU, “em meio a essas profundas preocupações, a crise da Covid-19 cria oportunidades adicionais para a corrupção.” 

Guterres disse que os governos estão gastando para colocar as economias de volta nos trilhos, prestar apoio de emergência e adquirir suprimentos médicos, mas avisou que “a supervisão pode ser mais fraca.” 

Respostas urgentes levaram alguns Estados a comprometer conformidade, supervisão e responsabilização para obter um impacto rápido. Além disso, o desenvolvimento de vacinas e tratamentos aumenta o risco de suborno e lucros abusivos. 

Segundo o secretário-geral, a corrupção drena os recursos das pessoas, mina a confiança nas instituições, agrava as vastas desigualdades expostas pelo vírus e impede uma recuperação forte. Ele disse que o mundo não pode “permitir que fundos de estímulo e recursos vitais de emergência sejam desviados.” 

Recuperação 

Para o chefe da ONU, a recuperação da pandemia deve incluir medidas para prevenir e combater a corrupção e o suborno.  

Também são necessárias amplas parcerias para fortalecer a supervisão, responsabilização e transparência, com base nas ferramentas globais anticorrupção fornecidas pelas Convenções das Nações Unidas contra a Corrupção. 

Guterres pediu retoma das negociações entre os dois governos
Guterres pediu reformas para melhor combater o problema, ONU News

António Guterres afirmou que a ação contra este problema deve fazer parte de reformas e iniciativas nacionais e internacionais mais amplas para fortalecer a boa governança, combater fluxos financeiros ilícitos e paraísos fiscais e devolver ativos roubados, de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 

Medidas 

Guterres enfatizou que a redução dos riscos de má gestão e corrupção durante a pandemia requer o envolvimento de órgãos anticorrupção fortes. Outras medidas são melhor supervisão dos pacotes de apoio de emergência, contratos públicos mais abertos e transparentes e maior conformidade anticorrupção no setor privado. 

Além disso, os países também precisam “garantir o apoio e a proteção para denunciantes e jornalistas que descobrirem corrupção durante a pandemia”. 

Segundo o chefe da ONU, a comunidade internacional também deve aproveitar a oportunidade para realizar reformas e iniciativas ambiciosas na sequência da primeira sessão especial da Assembleia Geral contra a corrupção no próximo ano. 

Para terminar, o secretário-geral pediu que todos, governos, empresas, sociedade civil e partes interessadas, trabalhem juntos para “promover a responsabilização e acabar com a corrupção e o suborno por um mundo mais justo e equilibrado. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud