Crianças em Gaza, onde cerca de 1 milhão de refugiados palestinos precisam de assistência.

Nações Unidas marcam Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino BR

Banco Mundial/Natalia Cieslik
Crianças em Gaza, onde cerca de 1 milhão de refugiados palestinos precisam de assistência.

Nações Unidas marcam Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino

Assuntos da ONU

Data recorda 73 anos da adoção da Resolução 181 sobre a criação de dois Estados:  um israelense e outro palestino vivendo lado a lado; Assembleia Geral celebra data na quarta-feira; agência que apoia 5 milhões de palestinos diz viver crise sem precedentes. 

As Nações Unidas celebram neste 29 de novembro o Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino. A data lembra a adoção da Resolução 181 da Assembleia Geral, que em 1947, previu a criação de dois Estados. 

Vários eventos debatem a questão com a participação de altos funcionários de organizações intergovernamentais e da sociedade civil.  

Debate   

Em tempos de pandemia, a ONU incentiva o uso da hashtag # Rights4Palestine e #PalestineDay nas redes sociais em paralelo às manifestações que incluem atos culturais.  

Neste 2 de dezembro, a Assembleia Geral das Nações Unidas realizará um debate anual sobre a questão da Palestina.  

Vídeo do arquivo:

2018 teve número recorde de mortos e feridos em Territórios Palestinos

 

Em nota separada, a Agência das Nações Unidas para Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, pediu mais contribuições para reduzir com urgência uma lacuna de financiamento de US$ 114 milhões. 

Efeitos 

A agência destaca a necessidades de fundos num ano em que teve o menor nível de contribuições desde 2012. As necessidades dos refugiados são agravadas pelos efeitos da pandemia sobre os recursos já escassos.  

Centenas de pessoas estão se refugiando em escolas administradas pela Unrwa
UNRWA
Centenas de pessoas estão se refugiando em escolas administradas pela Unrwa

 

Em junho, cerca de 75 países e organizações não-governamentais prometeram US$ 130 milhões dos US$ 400 milhões pedidos pela agência para apoiar ações que ajudam refugiados palestinos no Oriente Médio. 

Na atuação em três países da região e nos territórios palestinos são fornecidos serviços de saúde, educação e assistência social a mais de 5 milhões de pessoas. 

Crises  

Pela primeira vez, a agência disse ter ficado sem dinheiro e sem as promessas confirmadas para cobrir meses de salários. O comissário-geral, Philippe Lazzarini,  enfatizou a “natureza inquietante das recorrentes crises financeiras para os refugiados palestinos, funcionários, anfitriões e Estados-membros” assistidos. 

Lazzarini reiterou o apelo urgente da Unrwa a todos os parceiros para continuarem a apoiar este tipo de auxílio. O pedido à comissão consultiva da Unrwa é que ajude a atrair solidariedade com os refugiados palestinos de forma sustentável, previsível e de longo prazo. 

Grupo de crianças em campo de verão da Unrwa.
Unrwa/Hiba Kreizim
Grupo de crianças em campo de verão da Unrwa.