9 novembro 2020

Campanha Agrícola 2020-2021 tem preparação mecanizada de 100 hectares nos campos de produção de arroz e transferência de tecnologias no Vale de Mandruzi, Mutua e Savane em Sofala; parceria procura aliviar efeitos do ciclone Idai. *

A ONU Mulheres está a cooperar com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, no apoio a cerca de 140 mulheres rurais a reerguerem-se dos efeitos do ciclone Idai, no distrito de Dondo. 

A iniciativa inclui preparo da terra e entrega de insumos de produção (como enxadas, catanas e sementes melhoradas) às associações de mulheres produtoras com vista a relançar a cadeia de valor do arroz severamente afetada pelo ciclone idai.

Colheita positiva

Segundo relatório da avaliação das necessidades pós-desastres (Pdna), o setor agrícola, onde as mulheres são a maioria da força laboral, perdeu quase US$ 513 milhões com o ciclone.

Reconstrução é difícil para os agregados familiares chefiados por mulheres., by @Ouri Pota

 

Amélia Maite Chibica, 43 anos, é membro da associação do Vale de Mandruzi. Ela conta que o Idai lhe retirou os meios de subsistência. Mas hoje, se sente feliz e já sonha com uma colheita positiva devido ao apoio da ONU Mulheres e do Pnud. 

“A vida das famílias mudou porque nós não tínhamos nada para a lavoura. Assim, é uma maravilha. Entrou o trator e está a lavrar. Isto é uma maravilha. Dou  graças a Deus. Não contávamos que isso fosse a acontecer. A colheita vai ser boa. Desde que começamos a trabalhar aqui nunca lavramos e depois tratar. Este ano é a primeira vez. Vamos produzir muito e ultrapassar o que nós fazíamos”.

Já a agricultora Maria de Fátima Filipe, 41 anos, acredita que em 2020 a colheita vai superar a tristeza de 2019 para ela e para os sete filhos. 

“A ONU Mulheres ajudou nos muito com oferta do trator. Os tratores permitem lavrar a terra. A terra bem tratada permite uma produção melhor. Em 2019 passamos muito mal, muitas culturas foram-se com a água, por exemplo o arroz na fase próximo da colheita ficou destruído pelo ciclone Idai. Estamos com esperança que em um hectare possamos colher 6 toneladas de arroz”. 

Mudanças climáticas 

As mulheres têm sido mais afetadas pelos efeitos das mudanças climáticas e tendem a recuperar-se com lentidão devido ao fraco acesso aos insumos de produção, nomeadamente, terra arável, tecnologias, serviços de extensão agrária e financiamento.

A reconstrução é difícil para os agregados familiares chefiados por mulheres que tem de cuidar da família e gerar rendimentos.

A pandemia da Covid-19 ameaça recuar os avanços na recuperação pós-desastre, o que justifica o investimento para a resiliência das mulheres rurais em tempos de Covid-19. 

*De Maputo para ONU News, Ouri Pota.

@Ouri Pota
Setor agrícola perdeu quase US$ 513 milhões com o ciclone Idai.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud