Filipinas recebem ajuda após passagem de super tufão que afetou mais de 68 milhões 
BR

2 novembro 2020

Desastre natural atingiu o país do sudeste asiático no domingo com ventos de 280 km/h e chuvas torrenciais; pelo menos 10 pessoas morreram até agora incluindo uma criança de 5 anos.  

Agências da ONU estão se mobilizando para apoiar as comunidades atingidas pelo super tufão Goni, que atravessou as Filipinas no domingo. 

O tufão chegou ao país no domingo com ventos de 280 km/h e chuvas fortes. Agências das Nações Unidas informaram que pelo menos 724 mil crianças vivem nas áreas mais afetadas pelo desastre, que abrigam 2,3 milhões de pessoas numa situação mais vulnerável. 

Danos 

De acordo com o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários das Nações Unidas, Ocha, ao todo, cerca de 68,6 milhões de pessoas foram atingidas. 

O super tufão causou inundações e danos à infraestrutura. As primeiras estimativas mostram que 10 pessoas perderam a vida, incluindo uma criança de cinco anos, devido a afogamento e queda de destroços. 

Ajuda 

O coordenador humanitário da ONU nas Filipinas, Gustavo Gonzalez, disse que os trabalhadores humanitários começaram a atuar de imediato. 

Segundo ele, “agências da ONU e ONGs já estão cooperando com departamentos e escritórios governamentais e agências, como a Cruz Vermelha Filipina e grupos do setor privado, para coordenar esforços, urgências e ajudar as pessoas mais vulneráveis.” 

O coordenador humanitário também apelou a todos para seguir orientações das autoridades. Ele contou que “o povo das Filipinas é incrivelmente resiliente, mas este é um tufão muito perigoso, todos se devem preparar para o pior e estar prontos para salvar vidas.” 

Gonzalez disse que “nas próximas horas e dias, tudo o que está ao alcance deve ser feito para salvar vidas e garantir que ninguém será deixado para trás.” 

Resposta 

As agências da ONU estão no terreno apoiando as autoridades nacionais de diversas formas. 

O Ocha está coordenando os parceiros humanitários e de desenvolvimento para apoiar as avaliações de impacto. 

Já a Organização Internacional para Migrações, OIM, está ajudando nos centros de evacuação. O Programa Mundial de Alimentos, PMA, leva apoio logístico para distribuição de alimentos. 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, pré-posicionou suprimentos de emergência para famílias e está pronto para fornecer suporte vital. 

Em comunicado, a agência disse que “as crianças estão entre as mais vulneráveis ​​em qualquer emergência.” Os seus funcionários estão “monitorando de perto a situação e profundamente preocupados com a sobrevivência, o desenvolvimento e a proteção das crianças em risco.” 

O Unicef disse ainda que está pronto para “mobilizar rapidamente parceiros e fornecedores para aumentar o abastecimento do governo, se necessário.” 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud