ONU condena violência que causou mortes em protestos na Nigéria  
BR

21 outubro 2020

Secretário-geral quer fim da brutalidade e abusos às forças policiais; apelo aos manifestantes é que se expressem de forma pacífica; incidentes de terça-feira resultaram em várias mortes e pelo menos 25 feridos na maior cidade do país, Lagos. 

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, declarou que vem acompanhando os recentes acontecimentos na Nigéria e pediu o fim da brutalidade policial e dos abusos denunciados no país. 

O presidente Muhammadu Buhari pediu “compreensão e calma” aos manifestantes, ONU/Cia Pak

Em nota emitida pelo seu porta-voz, o líder das Nações Unidas condena a escalada da violência que na terça-feira provocou várias mortes e feridos na maior cidade do país, Lagos. 

Unidade policial  

Agências de notícias anunciaram que Lagos e outras regiões estão sob toque de recolher indefinido de 24 horas. A medida foi declarada após duas semanas de protestos contra uma unidade policial agora desmantelada. 

Os relatos das agências realçam que a tensão aumentou nesta quarta-feira com manifestantes usando redes sociais para reunir multidões. A polícia em diferentes distritos de Lagos atirou para o ar para dispersar os que desafiavam o toque de recolher. 

Mesmo com apelos do presidente Muhammadu Buhari por “compreensão e calma”, há registro de tiroteios atribuídos à polícia. 

Em sua nota, Guterres expressa solidariedade às famílias enlutadas e deseja uma rápida recuperação aos feridos. O apelo feito às autoridades é que investiguem os incidentes e responsabilizem os autores. 

Violência  

Dirigindo-se às forças de segurança, o chefe da ONU sublinhou que devem agir “sempre com a máxima contenção”. Já a mensagem aos manifestantes é que o façam de forma pacífica e evitem a violência.   

Guterres terminou o pronunciamento pedindo que as autoridades “explorem rapidamente vias para acalmar a situação.” Ele garantiu a prontidão das Nações Unidas em apoiar os esforços nacionais em busca de uma solução. 

© Unicef/Ashley Gilbertson
Nações Unidas dizem estar prontas para apoiar esforços nacionais em busca de uma solução.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud