Nações Unidas apostam em tecnologias digitais para facilitar, equilibrar e acelerar avanços 
BR

23 setembro 2020

Evento de alto nível às margens da Assembleia Geral expôs iniciativas tecnológicas de sucesso com apresentações de jovens; secretário-geral disse que mundo digital deve reforçar direitos humanos, promover a paz e melhorar condições de vida. 

Chefes de Estado e de governo abordaram esta quarta-feira a cooperação digital com representantes do setor tecnológico, sociedade civil e Nações Unidas em reunião de alto nível realizada às margens da 75ª.  Assembleia Geral. 

O evento foi convocado por uma parceria com a iniciativa Geração Ilimitada do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, a União Internacional de Telecomunicações, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e o assessor especial do secretário-geral sobre o tema. A rainha Sílvia, da Súecia, estava entre os oradores. 

Legado 

O foco dos debates foram as ações para proteger os ganhos alcançados na era tecnológica para as futuras gerações. 

Foto: CDC/Hannah A Bullock/Azaibi Tami
Imagem microscópica digitalmente aprimorada mostra uma infecção por coronavírus em azul.

 

O secretário-geral António Guterres questionou se o legado do mundo digital seria um “conjunto de tecnologias que apenas impulsionará as sociedades mais ricas e conectadas”, deixando o resto do globo desconectado e mais atrasado. 

Ele realçou que a pandemia também ditou urgência para responder à questão sobre se o legado seria “um mundo digital que reforçará os direitos humanos, promoverá a paz e melhorará condições de vida, incluindo a dos mais vulneráveis.” 

Para o secretário-geral, o novo coronavírus destacou e exacerbou as desigualdades globais, incluindo a exclusão digital.  Ele sublinhou que a resposta à Covid-19 evidenciou o papel central da tecnologia em manter as economias e os sistemas de saúde funcionando, os jovens aprendendo e todos conectados. 

Servir o mundo 

Como desafio coletivo, Guterres apontou o aproveitamento das tecnologias digitais para servir ao mundo como fator “facilitador, equilibrador e para acelerar a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. 

O chefe da ONU disse ainda que é uma responsabilidade global compartilhada encontrar uma via a seguir e reconstruir melhor a economia usando a área digital.

No diálogo entre os participantes estiveram em foco temas como conexão, respeito e proteção de todos na era digital. As conversas foram intercalados com histórias reais inspiradas no uso de iniciativas tecnológicas com sucesso. 

Os jovens fizeram a apresentação do perfil dos oradores, das questões e dos temas de iscussão no evento. 

Entre os participantes estavam a rainha Sílvia da Suécia, e os presidentes Paul Kagame de Ruanda, Kassym-Jomart do Cazaquistão, Simonetta Sommaruga da Suíça, Julius Bio de Serra Leoa e Sahle-Work Zewde da Etiópia. 

ITU/A.Mhadhbi
Participantes debateram temas como conexão, respeito e proteção.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud